Agenda Geral: Lula recebe Cristina Kirchner no Planalto

PUBLICIDADE

Por AE
1 min de leitura

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebe, às 16h30, no Palácio do Planalto, a presidente eleita da Argentina, senadora Cristina Kirchner, que assume o cargo no próximo dia 2. Antes, às 10 horas, Lula participa, em Blumenau (SC), da abertura do Encontro Econômico Brasil-Alemanha, promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e por sua congênere alemã, a Bundesverband der Deutchen Industrie (BDI). Confira outros destaques do dia: Meirelles/BIS - O presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, participa, na Cidade do Cabo (África do Sul), da reunião bimestral do Banco de Compensações Internacionais (BIS, na sigla em inglês). Hubner/Seminário - O Ministério de Minas e Energia e a Agência Internacional de Energia (IEA) realizam, das 9h às 17h30, em Brasília, o seminário "Networks or Expertise in Energy Technology". O objetivo é o de constituir um fórum de debates sobre novas tecnologias para o setor energético. O ministro interino de Minas e Energia, Nelson Hubner, abre o evento. FGV/IPC-S - A Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulga, às 8 horas, o Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) de até 15 de novembro. BC/Focus - O Banco Central (BC) apresenta, a partir das 8h30, os resultados da sondagem semanal conhecida como pesquisa Focus, com as projeções do mercado financeiro para os principais indicadores econômicos. Balança comercial - O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) anuncia os números da balança comercial referentes à terceira semana de novembro. Jobim/Militares - O ministro da Defesa, Nelson Jobim, assiste, no ministério da Defesa, às 10 horas e às 15 horas, a apresentação dos generais, brigadeiros e almirantes promovidos. Às 12 horas, ele participa, no QG do Exército, da cerimônia do Dia da Bandeira. Dengue/Mutirão - A Secretaria de Estado da Saúde inicia hoje uma semana de atividades para prevenir e combater a dengue. Até sábado acontecerão eventos por todo o Estado de São Paulo, em parceria com as prefeituras, mobilizando 25 mil profissionais de saúde para alertar a população e buscar focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. O objetivo é evitar que a dengue retorne com força no próximo verão.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.