PUBLICIDADE

Aquecimento aumentará em 34 cm nível do mar até 2100

PUBLICIDADE

Por Agencia Estado
Atualização:

O aquecimento global aumentará os níveis dos oceanos em 34 centímetros até o final do século, causando inundações e erosões na costa, de acordo com um novo estudo desenvolvido por pesquisadores australianos. O estudo - publicado na edição de janeiro do jornal Geophysical Research Letters - diz que o aquecimento global vai aumentar as temperaturas das águas e derreter as geleiras do Himalaia e os picos de gelo na Groenlândia. "O que descobrimos é que os níveis dos oceanos está aumentando com o tempo" disse John Church, co-autor do estudo realizado pela Commonwealth Scientific and Industrial Research Organization. "Isso significa que haverá mais inundações quando acontecerem tempestades". A maioria dos cientistas acredita que o efeito estufa é o maior responsável pelo aquecimento, já que aprisiona o calor na atmosfera. "A emissão de gases que causam o efeito estufa deve ser reduzida a 50% até 2050" disse Church. "Caso contrário, o clima vai continuar mudando, e essas mudanças serão cada vez maiores". "Eu acredito que os governos ao redor do mundo, incluindo a Austrália, já começaram o processo, mas ainda há um longo caminho pela frente, e eu me arriscaria a dizer que é urgente", completou. Clive Wilkinson, coordenador da ONG Global Coral Reef Monitoring Network, que acompanha o desenvolvimento das águas, disse que as descobertas estão de acordo com o que os cientistas já previam. "Isso significa que estamos com sérios problemas. As águas inundarão qualquer pedaço de terra que esteja próximo ao mar. Ilhas de corais como Tuvalu, Maldivas e Kiribati se tornarão inabitáveis". Church disse também que o nível dos oceanos aumentou cerca de 19,5 centímetros entre 1870 e 2004. O aumento acelerou no século 20 para 1,7 milímetros por ano, subindo para 1,8 nos últimos 50 anos. Algumas ilhas já estão sentindo o impacto. Em Vanuatu e Papua Nova Guiné, no sudoeste do Pacífico, o aumento nas águas forçou centenas de pessoas a abandonarem suas moradias a beira-mar e procurarem lugares mais altos. O Protocolo de Kyoto prevê reduções nas emissões de dióxido de carbono e cinco outros gases até 2012 em 35 países industrializados, principais responsáveis pelo aquecimento global. Os EUA e a Austrália rejeitaram o tratado alegando que os cortes poderiam afetar suas economias.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.