Chávez retira embaixador venezuelano da Colômbia

Decisão é o mais recente desdobramento da crise entre os dois governos.

PUBLICIDADE

Por BBC Brasil
1 min de leitura

A Venezuela chamou de volta, nesta terça-feira, o seu embaixador na Colômbia para uma reavaliação das relações entre os dois países. Este é o mais recente desdobramento da crise entre os dois governos, cujo estopim foi um pedido, pelo presidente colombiano Álvaro Uribe, para que o presidente venezuelano Hugo Chávez deixasse de mediar as negociações para troca de reféns entre o grupo rebelde colombiano Farc e o governo da Colômbia. Um comunicado do Ministério das Relações Exteriores da Venezuela indica que a decisão de chamar o embaixador foi tomada por causa dos "acontecimentos recentes e com o fim de fazer uma avaliação exaustiva das relações bilaterais". As relações entre a Colômbia e a Venezuela passam por um dos piores momentos dos últimos anos. Houve trocas de mensagens duras entre os dois presidentes, e o líder venezuelano disse que as relações bilaterais estavam congeladas. No fim de semana, Uribe acusou Chávez de "legitimar o terrorismo" e de "incendiar a região". Antes, o presidente venezuelano chamou Uribe de "mentiroso" e o acusou de "traição". Segundo fontes no Ministério das Relações Exteriores colombiano, Álvaro Uribe teria convocado ministros para uma reunião para discutir a crise. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.