PUBLICIDADE

Dilma vai ao carnaval de Olinda e não pensa em popularidade

Com camisa do bloco, ministra fez a pé trajeto do Palácio do Governo até camarote sem ser reconhecida

PUBLICIDADE

Por ÂNGELA LACERDA

A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, esteve neste sábado, 21, no camarote do governo do Estado, no centro do Recife, assistindo ao desfile do Galo da Madrugada. Com uma camisa do Galo e um chapéu de Mateus - personagem do folclore pernambucano - que ganhou na sexta de uma lojista que vendia fantasias no Recife antigo, ela fez a pé o trajeto do Palácio do Governo até o camarote, acompanhada pelo governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e sua comitiva. Dilma não foi reconhecida no rápido percurso. Indagada se esse um bom momento para testar sua popularidade, a ministra disse: "é um bom momento para aproveitar a festa". Segundo ela, o carnaval de Pernambuco é a festa mais democrática. "As pessoas pessoas aqui brincam, não olham". Acompanhavam Dilma no camarote os ministros do Turismo, Luiz Barreto, da Saúde, José Gomes Temporão e das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro.  Veja também: Galo da Madrugada atrai milhares de foliões no Recife Blog: dicas para quem quer curtir e para quem quer fugir da folia Cobertura completa do Carnaval 2009 Da sacada do Palácio, ela viu uma multidão cantando o hino da troça carnavalesca Elefante, uma das mais antigas da cidade e que é símbolo do carnaval. "Olinda, quero cantar a ti esta canção", diz uma das estrofes, entoada pela multidão empolgada com os braços para cima. Dilma estava ladeada pelo prefeito Renildo Calheiros (PCdoB) e pelo governador Eduardo Campos (PSB), que não resistiu e fez passos do frevo. Embaixo, uma mulher gritou: "minha presidente". Por volta das 15 horas, ela, o governador e os ministros também convidados para o carnaval de Olinda, José Gomes Temporão, da Saúde, e Luís Barreto, do Turismo, almoçavam em uma sala reservada. A expectativa é que de Olinda Dilma volte ao hotel e depois se dirija a uma praia do litoral sul, provavelmente Porto de Galinhas, onde deverá descansar por dois dias.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.