PUBLICIDADE

Dinamarca prende 8 muçulmanos acusados de planejar atentado

PUBLICIDADE

Por KIM MCLAUGHLIN
Atualização:

A policia da Dinamarca prendeu oito jovens muçulmanos em operações realizadas na madrugada desta terça-feira, sob a acusação de planejar um atentado a bomba e manter ligações com a rede Al Qaeda. Jakob Scharf, diretor do Serviço de Inteligência da polícia dinamarquesa, não informou qual seria o alvo nem o país em que pretenderiam entrar em ação. Ele disse que é o primeiro caso de conexão direta com a Al Qaeda descoberto na Dinamarca e que os serviços de inteligência do país europeu haviam cooperado com serviços de segurança estrangeiros durante uma investigação iniciada meses atrás. "Há militantes muçulmanos que mantêm ligação com membros do alto escalão da Al Qaeda", afirmou Scharf, em uma entrevista coletiva. "Acreditamos que essa seja uma situação grave." Especialistas em terrorismo afirmaram que a Dinamarca poderia ser atacada por extremistas devido ao envolvimento militar no Iraque e no Afeganistão, além da crise do ano passado quando cartuns com a imagem de Maomé apareceram publicados em um jornal dinamarquês. (Reportagem adicional de Martin Burlund e Gelu Sulugiuc in Copenhagen and Sarah Edmonds in Stockholm)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.