PUBLICIDADE

Falsificadores que abasteciam o Largo 13 de maio são presos

Com eles, foram apreendidos mais de 10 mil CDs e DVDs virgens e pirateados

PUBLICIDADE

Por Agencia Estado
Atualização:

Policiais militares da Força Tática do 37º Batalhão estouraram, no início da madrugada desta quarta-feira, uma central de falsificação de CDs e DVDs, na região do Jardim Ângela, zona sul da capital paulista. Por meio de denúncia anônima, de que a residência nº 263 da Rua Erick Satie, no Jardim Santa Margarida, estava sendo usada como cativeiro, os policiais chegaram ao local. No entanto, ao invés de do cativeiro, encontraram a central de falsificação. Dois homens e duas mulheres, que na verdade pirateavam CDs e DVDs, foram detidos. Na casa, foram apreendidas cerca de 40 caixas contendo mais de 10 mil unidades virgens e pirateadas, scanners, três impressoras e um computador. Foram detidos o dono da casa, identificado como Cleydir - que já respondia a processo pelo mesmo crime, a irmã dele, Néia, a esposa, Josiane, além de Gleidson, colega deles. O quarteto e todo o material apreendido foram encaminhados à sede do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic), na zona norte da capital paulista. Segundo o tenente, os CDs e DVDs seriam distribuídos a ambulantes que atuam na região de Santo Amaro, principalmente no Largo 13 de Maio.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.