Lula inclui trem-bala em programa de desestatização

Decreto presidencial apenas confirma que o projeto do trem-bala será tocado com a iniciativa privada

PUBLICIDADE

Por LEONARDO GOY
1 min de leitura

Por decreto, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva incluiu nesta quarta-feira, 14, no Programa Nacional de Desestatização (PND) o projeto do trem-bala entre São Paulo e Rio de Janeiro. Na semana passada, o Conselho Nacional de Desestatização (CND) já havia recomendado a inclusão da linha no PND. O decreto presidencial apenas confirma que, de fato, o projeto do trem-bala será tocado com a participação da iniciativa privada. O governo já vem anunciando há meses que pretende fazer do projeto do trem uma concessão à iniciativa privada, que seria responsável pela construção e operação da linha. Estima-se que a obra, de 412 quilômetros, exigirá investimentos de cerca de US$ 9 bilhões. Além do trem-bala, o decreto do presidente Lula inclui no PND o trecho da BR-040 entre Sete Lagoas (MG) e Brasília. Em outro decreto, publicado também na edição de hoje do Diário Oficial da União, o presidente Lula inclui no PND também o projeto de construção da linha de transmissão de energia elétrica Parecis (MT)- Maggi (MT). A linha deverá ser incluída nos próximos leilões de linhas de transmissão. O governo já anunciou que pretende realizar dois leilões desse tipo no próximo ano.