PUBLICIDADE

Navio dinamarquês aborda embarcação com piratas e liberta reféns

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação

Um navio da marinha dinamarquesa apreendeu um navio que estava sob controle de piratas perto da costa da Somália e libertou 14 reféns, informaram militares do país neste domingo. O navio de guerra Absalon, servindo no combate à pirataria na missão Ocean Shield (Escudo Oceânico), da OTAN, capturou o navio de pesca e 25 supostos piratas no sábado, um porta-voz da marinha da Dinamarca afirmou. Os piratas suspeitos, que se acredita serem da Somália, estavam sendo interrogados neste domingo. "A operação correu como planeado, sem baixas para a tripulação, reféns ou piratas", afirmou o comandante do Absalon, Carsten Fjord Larsen, em comunicado. Os reféns eram do Paquistão e do Irã, informou a nota. A pirataria é comum ao largo do Chifre da África, interrompendo rotas marítimas entre a Europa e a Ásia, colocando marinheiros, navios e cargas em risco e custando milhões a operadores marítimos. O navio de pesca estava carregando botes pequenos com grandes motores de popa. Piratas usam frequentemente estes tipos de embarcações mais leves para abordar navios.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.