PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

(In) Experiências de pais de primeira viagem

Papai não tem medo de fralda suja

PUBLICIDADE

Por ricardobrandt
Atualização:

Uma semana durou o piriri das gêmeas. Coitadas... sete dias só perdendo líquido pelas fraldas... e quantas fraldas!!! Contei dez num dia, isso por apenas uma delas (faça vezes 2). É mais que um pacote/dia! Depois da quarta noite virada sem que a diarreia parasse, mesmo mudando a alimentação, reduzindo o leite (que ajuda a desandar a coisa) e hidratando com muito soro e água de coco, fomos até a pediatra das pequenas. O maior medo era a desidratação. A Beatriz e a Helena conseguiram segurar bem essa, mas deram uma murchada, principalmente a Helena. Uma das visíveis mudanças foi a babeira. As gêmeas babam bastante enquanto mastigam os brinquedos de borracha ou brincam com a boca aberta. Nesses dias de virose elas pararam de babar. As boquinhas ainda mantiveram uma salivação, mas não suficiente para transbordar, como de rotina. Vira e mexe, quando a gente ergue uma para o alto, goteja uma babada gelada na cara, dessas que desce com um fio colado na boca.

Nas comidas, cortamos tudo: dieta a base de arroz com batata. Nos lanches, reforçamos as doses de pão, bisnaga, biscoito de polvilho e bolachas. As frutas elas passaram a recusar quase tudo. Só a banana amassada que fazia sucesso. O mamão, que elas gostam bem, cortamos. Mas foi só com um remédio para reconstituir a flora intestinal, a partir do quinto dia de piriri, que sentimos melhora.

Uma das coisas que mais assusta alguns pais de primeira viagem é exatamente a troca de fralda. Talvez medo de pegar o bebê pelas pernas, ou de escorregar o dedo do algodão e afunda-lo na lama e até mesmo constrangimento de ter que estar ali tão escancaradamente diante da intimidade de outro ser sem que seja por interesse de prazer. Enfim, não sei de onde vem esse medo. Desse grilo eu nunca provei. Quando a Beatriz e a Helena nasceram e começaram a colocar para fora seus primeiros excrementos, eu via aquelas mulheres de azul, toca branca e mãos de luva gelada pegando as pequenas para trocar as fraldas... Posso te assegurar que tudo que eu queria ter era um instante com elas e as fraldas cheias de caca delas!!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.