PUBLICIDADE

Prefeitura do Rio de Janeiro proíbe película escura no vidro de vans

Película escura no vidro compromete a segurança dos passageiros, justifica Eduardo Paes

PUBLICIDADE

As vans que fazem transporte municipal de passageiros no Rio de Janeiro não poderão mais ter vidros escurecidos por películas. A determinação consta de um decreto publicado nesta sexta-feira no Diário Oficial da Cidade pelo prefeito Eduardo Paes (PMDB).A decisão foi anunciada seis dias depois que uma turista norte-americana de 21 anos foi estuprada dentro de uma van. O namorado dela, um francês de 23 anos, foi agredido, e o casal foi assaltado. Eles seguiam de Copacabana, na zona sul, para a Lapa, no centro. Três acusados pelo crime estão presos. Segundo a polícia, a quadrilha tem cinco integrantes. Um menor está sendo procurado e o quinto homem ainda não foi identificado.Paes justificou a proibição da película escura no vidro das vans alegando que ela compromete a segurança dos passageiros e dificulta a visibilidade sobre a ocupação dos veículos. A norma entra em vigor na próxima segunda-feira e a punição a quem infringi-la será regulamentada pela Secretaria Municipal de Transportes.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.