PUBLICIDADE

Resultado de garoto aprovado em Direito foi suficiente, diz Unip

Menino de 8 anos passou no vestibular de Goiás com quatro em redação, cuja nota de corte é três

PUBLICIDADE

O Ministério Público Federal (MPF) informou nesta quarta-feira, 16, que a Universidade Paulista (Unip) apresentou ao órgão um documento sobre o caso do garoto João Victor Portellinha de Oliveira, de 8 anos, aprovado em março no vestibular da instituição para Direito, em Goiânia. Segundo o MPF, a Unip afirmou que o menino teve resultado satisfatório no exame e "revelou boa capacidade de expressão e manejo da língua".   Veja também: Unip era investigada pelo MEC antes de aprovar criança Pais de menino de 8 anos aprovado em vestibular vão à Justiça   Aluno do ensino fundamental, Oliveira tirou nota quatro na redação, cuja nota de corte é três, numa escala de zero a dez. A Unip ressaltou que o garoto fez a prova como "treineiro" e que não pretendia matriculá-lo ou recebê-lo como ouvinte no curso.   Relatou ainda que oferece assessoria especializada a fim de verificar possíveis habilidades especiais no aluno. O Ministério Público em Goiás investiga a falta de critérios nos processos seletivos das faculdades e universidades privadas do Estado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.