Taxa de homicídios cai 20,7% em SP, diz secretaria

Na outra ponta, o número de casos de extorsão mediante seqüestro cresceram 30,43%

PUBLICIDADE

Por Pedro Henrique França
1 min de leitura

Dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, divulgados nesta quinta-feira, 1, informam que a taxa de homicídios caiu 20,7% no Estado no último trimestre na comparação com o mesmo período de 2006, mas extorsão mediante seqüestro cresce 30,4%. Segundo a secretaria, a estatística da criminalidade atesta que o índice vem caindo há vinte e cinco trimestres consecutivos e que a última queda foi uma das maiores da série. Segundo o levantamento, as reduções no número de homicídios, desde 1999, foram de 63% no Estado e de 72% na capital paulista. Dentro dos dados criminais, na comparação do último trimestre com período equivalente do ano anterior a principal queda foi verificada em roubos a banco, com diminuição de 52,85% nos casos. Foram 58 roubos a banco entre julho a setembro de 2007, contra 123 na mesma época do ano passado. Também mostraram reduções relevantes a quantidade de tentativa de homicídios (24,44%) e de homicídio doloso (com intenção de matar), com queda de 20,65%. Além disso, caíram os números de furto de veículos (14,22%), de roubo de veículos (9,59%) e de latrocínio (5,36%). Na outra ponta Apesar dos números de queda apresentados pela Estatística de Criminalidade, outros crimes, entretanto, avançaram em quantidades relevantes no mesmo período no Estado paulista. Foi o caso, por exemplo, da extorsão mediante a seqüestro que aumentou 30,43%. O ato de lesão corporal culposa (sem intenção) avançou 28,15%, enquanto o mesmo delito praticado por acidente de trânsito cresceu 11,37%. Ainda no Estado de São Paulo, o número de casos de tráfico de entorpecentes passou de 4.729, de julho a setembro de 2006, para 5.677 no mesmo período deste ano, o que corresponde a um avanço de 20,05%. Já os crimes de lesão corporal dolosa (com intenção) ampliaram 2,40%. Aumentaram também os casos de homicídio culposo (sem intenção), com crescimento de 14,88%, e homicídio culposo por acidente de trânsito (13,35%). E cresceu ainda, em 4,71%, o número de estupros registrados. O número de prisões efetuadas avançaram 8,12%.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Notícias em alta | Brasil






Veja mais em brasil