Telefónica mira 1,5 bi euros com venda de fatia de unidade alemã

PUBLICIDADE

Por Redação
1 min de leitura

A Telefónica espera levantar cerca de 1,5 bilhão de euros (2 bilhões de dólares) com a venda de fatia de sua unidade alemã no mercado de ações, montante pequeno frente à dívida de 58 bilhões de euros da operadora. A maior empresa de telecomunicações da Europa em receita já disse que poderia vender subsidiárias na América Latina, uma vez que tenta reduzir sua dívida e manter seu elevado grau de investimento, em meio a pressões da crise do euro no mercado espanhol. A Telefónica planeja listar até 23,2 por cento de sua subsidiária alemã por entre 5,25 euros a 6,50 euros por ação, disse a companhia nesta terça-feira, o que avalia, na média, a fatia em cerca de 1,52 bilhão de dólares. "Isso não chega a arranhar a superfície", diz o analista Will Draper, do Espírito Santo. "Se somarmos isso a outra venda anunciada recentemente, a da Atento, eles ainda não chegam perto de seu índice de alavancagem pretendido de 2,35 vezes o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês). A Telefonica terá que fazer outra venda significativa, na faixa de 2 bilhões a 3 bilhões de euros", acrescentou. A companhia vendeu a unidade de call center Atento para o grupo de private equity Bain Capital por cerca de 1 bilhão de euros, incluindo dívida, na semana passada e vendeu uma fatia na China Unicom no começo do ano. A oferta pública inicial de ações (IPO) da Telefonica Deutschland, que opera sob a marca O2, avalia a companhia toda em cerca de 6,6 bilhões de euros, baseado no cálculo médio das estimativas de preços. Na Alemanha, a O2 é a menor operadora móvel, com cerca de 16 por cento dos assinantes, atrás da E-Plus (da KPN), Deutsche Telekom e Vodafone. (Por Clare Kane)

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.