UE ainda não vê solução para caso antitruste contra Google

PUBLICIDADE

Por Redação
1 min de leitura

Reguladores da União Europeia podem processar o Google por violação de leis do bloco de países se a empresa não fornecer concessões satisfatórias para aliviar problemas de concorrência, disse o chefe antitruste da UE, nesta quinta-feira. O Google atualmente está negociando com a Comissão Europeia para resolver as preocupações sobre suas práticas de negócios, após queixas de rivais, entre eles a Microsoft. "Se soluções eficazes forem encontradas rapidamente e testadas com sucesso, a concorrência poderá ser restaurada em um estágio inicial", disse o comissário de Concorrência da UE, Joaquin Almunia, em um texto de um discurso que fará na Universidade Fordham, em Nova York. "No entanto, nós não atingimos isso ainda e deve ficar claro que, na ausência de propostas satisfatórias no curto prazo, eu vou ser obrigado a continuar com nossos procedimentos formais", disse. Almunia também afirmou que ele vai decidir "em breve" sobre a proposta da Universal Music Group de 1,9 bilhão de dólares pela gravadora EMI. Fontes disseram à Reuters que uma decisão da UE poderia sair na sexta-feira, antes do prazo final de 27 de setembro.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.