PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

Diversidade e Inclusão

Bolsonaro indica veto a perguntas sobre autismo no Censo

Presidente afirmou no Twitter que "existe proposta mais precisa, técnica e que trará resultados dois anos antes, agilizando o desenvolvimento de políticas públicas eficientes". Projeto aprovado pelo Senado em 2 de julho aguarda sanção.

PUBLICIDADE

Foto do author Luiz Alexandre Souza Ventura


Ouça essa reportagem com Audima no player acima ou acompanhe a tradução em Libras com Hand Talk no botão azul à esquerda.


Descrição da imagem #pracegover: Fita quebra-cabeça com peças coloridas, símbolo internacional do Transtorno do Espectro Autista (TEA). Representa o mistério e a complexidade do autismo. Crédito: Reprodução.  Foto: Estadão


PUBLICIDADE

Um post do presidente Jair Bolsonaro publicado nesta sexta-feira, 12, no Twitter indica que não deve ser sancionado o Projeto de Lei (PL) Nº 139/2018, que prevê a inclusão de informações sobre pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) nos censos demográficos, pesquisas que registram características dos domicílios, identificação étnico-racial, núcleo familiar, fecundidade, religião ou culto, deficiência, deslocamento para estudo, trabalho e rendimento.

"Como explica a presidente do IBGE, o Censo carece de critérios específicos em relação ao autismo, inviabilizando levantamento adequado, mas existe proposta mais precisa, técnica e que trará resultados 2 anos antes, agilizando o desenvolvimento de políticas públicas eficientes", afirmou Bolsonaro ao compartilhar vídeo no qual a presidente do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Susana Cordeiro Guerra, fala sobre a proposta.


?s=19

Publicidade


Em artigo exclusivo para o #blogVencerLimites, publicado em 3 de julho, a advogada (leia aqui).


Mande mensagem, crítica ou sugestão para blogVencerLimites@gmail.com

Acompanhe o #blogVencerLimites nas redes sociais

YouTube


Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.