PUBLICIDADE

Publicidade

Aportes em previdência privada crescem 38,5% em março

Planos de previdência complementar apresentaram captação de R$ 5,6 bilhões em março, a melhor cifra já vista para o mês desde 2008

Foto do author Aline Bronzati
Por Aline Bronzati (Broadcast) e da Agência Estado

SÃO PAULO - Os planos de previdência complementar apresentaram captação de R$ 5,6 bilhões em março, montante 38,5% superior ao volume registrado em igual intervalo do ano passado, conforme balanço da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi) divulgado nesta segunda-feira, 21. Trata-se também da melhor cifra já vista para o mês desde 2008.

PUBLICIDADE

Diante do resultado de março, os recursos acumulados no sistema de previdência privada aberta já totalizam R$ 274,8 bilhões, elevação de 21,56% sobre março de 2011. Os planos individuais apresentaram a maior expansão no mês passado, de 43,41%, para R$ 4,9 bilhões. Enquanto isso a arrecadação da previdência privada voltada a menores cresceu 12,3%, para R$ 155,1 milhões.

Em março deste ano, os aportes para os planos empresariais chegaram a R$ 515,6 milhões, crescimento de 9,66% ante o mesmo mês de 2011. Dentre as modalidades de previdência privada, o VGBL, indicado ao investidor que não declara imposto de renda pessoa física pelo modelo completo, arrecadou R$ 4,8 bilhões, alta de 48,27%, na mesma base de comparação. Já os aportes feitos nos planos PGBL, destinados para quem declara IR pelo modelo completo, avançaram 2,59% e movimentaram R$ 544,7 milhões.

No primeiro trimestre deste ano, o mercado de previdência complementar arrecadou R$ 14,8 bilhões, elevação de 26,5% contra os R$ 11,7 bilhões verificados nos três primeiros meses de 2011. Os planos individuais também foram destaque no balanço trimestral, com arrecadação de R$ 12,6 bilhões, equivalente a uma expansão de 27,53% ante o intervalo de janeiro a março do ano passado. Em seguida está o segmento empresarial com alta de 18,86% e aportes de R$ 1,7 bilhão.

A BrasilPrev respondeu pelo maior número de aportes feito no sistema de previdência privada nos três primeiros meses deste ano, com uma participação de 32,02% do total arrecadado, conforme dados da Fenaprevi. Itaú Vida e Previdência e Bradesco Vida e Previdência ocuparam a segunda e terceira colocações no ranking, com 25,41% e 24,15%, respectivamente. A Fenaprevi reúne 61 sociedades seguradoras e 15 entidades abertas de previdência complementar no país.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.