PUBLICIDADE

Publicidade

Banco Mundial congela novos créditos para a Argentina

Por Agencia Estado
Atualização:

O Banco Mundial mantém congelado o tratamento de novos créditos para a Argentina até que o Fundo Monetário Internacional (FMI) aprove a primeira revisão do acordo assinado em setembro último. Em dezembro o Bird suspendeu a análise de um crédito de US$ 500 milhões e da Estratégia de Assistência ao País (CAS, sigla em inglês) para o triênio 2004/06, no valor total de US$ 5 bilhões. No Ministério de Economia, uma fonte admitiu que a decisão do Bird é consequência administrativa do atraso da aprovação das metas por parte do FMI. Os analistas avaliam que a tanto o atraso do FMI como a suspensão dos créditos são estratégias dos organismos internacionais, uma forma de pressão, para que o governo melhore sua oferta para a reestruturação da dívida e conceda o reajuste das tarifas dos serviços públicos, reivindicadas pelas empresas privatizadas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.