PUBLICIDADE

Publicidade

Cias. de petróleo argentinas podem parar com greve

Por Agencia Estado
Atualização:

Os trabalhadores das companhias de petróleo da Argentina podem entrar em greve por tempo indeterminado, em consequência da decisão das empresas de demitir parte de seu pessoal para melhorar suas finanças. O sindicato dos trabalhadores das companhias de petróleo, ou FASPYGP, disse que a greve poderia ter duração indeterminada. O líder sindical Alberto Roberti disse que as companhias de petróleo demitiram cerca de 1,5 mil trabalhadores desde que o governo impôs tarifa de 20% nas exportações de petróleo. Leia o especial

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.