PUBLICIDADE

EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Bastidores do mundo dos negócios

Incorporadoras montam primeiro grande negócio de locação residencial no Rio

PUBLICIDADE

Foto do author Circe Bonatelli
Edifícios na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio  Foto: Wilton Junior/Estadão

As incorporadoras Patrimar e Performance firmaram um memorando de entendimento para investir, conjuntamente, R$ 350 milhões a R$ 400 milhões na criação de uma empresa de prédios residenciais para locação no Rio de Janeiro. Os aportes serão realizados nos próximos seis anos e preveem chegar a um portfólio com cerca de 5 mil apartamentos sob gestão. Será a primeira grande operação do tipo no Rio, diferentemente de São Paulo, onde já existem vários pesos-pesados em expansão no segmento - como Brookfield, MRV, Cyrela, JFL, ULiving, entre outros.

PUBLICIDADE

Projetos miram áreas centrais da capital fluminense

O plano de negócios prevê apartamentos de um a dois quartos, com aluguéis na faixa de R$ 3 mil a R$ 4 mil. Os projetos passam pela construção de novos prédios e pelo retrofit de hotéis e imóveis comerciais nas áreas centrais. Os primeiros negócios serão nas zonas oeste e sul da capital fluminense. Mais adiante, há planos de chegar também a Belo Horizonte e São Paulo. Para isso serão criadas duas empresas: a Viv In, de prospecção e desenvolvimento imobiliário; e a Livizi, para o serviço de aluguel e administração, podendo, até mesmo, vir a atender terceiros no futuro.

A mineira Patrimar, da família Veiga, vem em fase de crescimento e diversificação dos negócios. Ano passado, o grupo anunciou um ousado plano de investimentos de R$ 7 bilhões até 2024 que prevê a compra de terrenos e a construção de residenciais em Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo - as praças onde já está presente.

Aliás, a Patrimar é uma das incorporadoras que entraram na fila para uma oferta inicial de ações (IPO), mas acabou postergando em meio às turbulências do mercado e ao excesso de empresas de construção que disputavam a atenção de investidores. A governança corporativa de uma empresa de Bolsa foi mantida.

Publicidade

Empresas estão de olho em novas tendências de consumo

O presidente da Patrimar, Alex Veiga, disse à Coluna que viu no segmento de locação residencial a oportunidade de aproximar os seus projetos imobiliários das novas tendências de consumo. Há um reconhecimento de que as novas gerações prezam mais pela flexibilidade de ir e vir em vez de imobilizar o capital na aquisição da casa própria. "É notória a mudança de hábitos e desejos da turma mais jovem. Há menos raízes e mais sensação de bem-viver", observou.

A parceira na jornada é a Performance, incorporadora conhecedora do Rio, onde atua há 20 anos principalmente com residenciais e hotelaria. No comando da empresa estão o fundador e presidente, Luís Oswaldo Leite, e o diretor operacional, Renato Clark Leite.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 02/11/2022 às 14h48

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Publicidade

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.