PUBLICIDADE

EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Bastidores do mundo dos negócios

MedLevensohn adquire Seroplast e vai investir R$ 120 milhões no ES

Distribuidora de produtos médicos assumiu controle de fabricante por R$ 15 milhões

PUBLICIDADE

Foto do author Cristiane Barbieri
Empresas atuam com produção e distribuição de produtos médicos  Foto: Nilton Fukuda/Estadão - 31/03/2020

Tradicional distribuidora de insumos médicos, a MedLevensohn comprou o controle da fabricante de produtos hospitalares Seroplast por R$ 15 milhões. Também está investindo cerca de R$ 120 milhões em uma fábrica e um centro de distribuição em Serra (ES), cuja previsão operação plena é 2026. Com faturamento de R$ 320 milhões no ano passado, a expectativa é atingir R$ 410 milhões, com crescimento de quase 30% no ano.

PUBLICIDADE

Hoje um grupo com sete empresas, a MedLevensohn nasceu há 22 anos como uma distribuidora de produtos para exames de glicose. Avançou para áreas como hipertensão, colesterol e cardiopatias, mas foi durante a pandemia de Covid-19 que a empresa deu um salto por conta dos testes rápidos.

“Na época, vendíamos 10 milhões de testes por mês”, diz José Marcos Szuster, CEO da MedLevensohn. “Foi quando ficamos fortalecidos para crescer e buscar novas oportunidades.” A epidemia de dengue deste ano, apesar das fatalidades, também ajudou os resultados financeiros empresa.

Grupo tem 560 funcionários

Hoje, o grupo tem 560 funcionários e unidades de negócios nos segmentos hospitalar, de licitações, farmacêutico, de monitoramento de pressão arterial, testes rápidos e medicina veterinária. Além da Seroplast, detém participação nas empresas de dermocosméticos Affinitá e Veromed, na de têxteis para medicina Procsel e a plataforma de telemedicina Medbem, entre outras.

Apesar de lidar com o setor público, a empresa diz tentar fazer com que a área responda por metade da origem das receitas. Outra frente de crescimento são novos produtos, com orçamento próprio e diversos em fase de aprovação na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Uma das prioridades da companhia é atuar na prevenção de doenças e condições crônicas de saúde, como monitoramento contínuo de diabetes e hipertensão.

Publicidade

Além de consolidar e absorver os negócios adquiridos, um dos maiores desafios da MedLevensohn para os próximos anos será erguer a unidade industrial, numa área de 60 mil m², em Serra. As obras estão programadas para começar em 30 de junho. “Apesar de termos linhas de crédito aprovadas, queremos fazer tudo com capital próprio”, afirma Szuster. “Os juros no País são impeditivos para tomada de empréstimo.”

Os atuais controladores da fluminense Seroplast, que faz produtos como tubos de oxigênio, aspiração e drenos em Seropédica (RJ), continuarão à frente da área operacional da companhia, com 30% do negócio. A MedLevensohn, que há um mês ganhou um prêmio de melhor distribuidora do mundo na China, numa disputa de 56 países, cuidará da área comercial.


Este texto foi publicado no Broadcast no dia 17/06/24, às 15h13

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.