PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

O sobe e desce da inflação e outros 500

5 conclusões alternativas sobre a inflação em setembro

Dificuldade do governo em conter a alta dos preços não é novidade

PUBLICIDADE

A inflação em 12 meses divulgada nesta quarta-feira, 8, ficou acima da meta de 6,50%. No ano, está acumulada em 4,61%, acima dos 3,79% do mesmo período no ano passado. A primeira conclusão óbvia a que se chega: o governo tem dificuldades em conter o ritmo de alta dos preços. Mas, se escarafuncharmos os dados, podemos tirar mais algumas conclusões, por assim dizer, alternativas (ou estúpidas mesmo) sobre os preços no Brasil.

>>> Dilma tem inflação média mais baixo desde o Plano Real. E daí?

>>> Dólar em alta: o que você tem a ver com isso?

À elas:

1. Não fique bêbado em bares - prefira fazer isso na sua casa!

Publicidade

 

Beber cerveja está mais caro em qualquer lugar. Mas, neste ano, quem optou por encher a cara nos botecos gastou um pouco mais. Apesar de outros atrativos nas ruas, beber cerveja fora de casa ficou 6,28% mais caro. Em casa, 5,61%.

2. Quem come muito bife acebolado pode ficar mais pobre!

 

Entre os produtos pesquisados pelo IBGE, nada ficou mais caro que a cebola neste ano: 32,89%. As carnes também estão cada vez mais caras em 2014: subiram 12,23% entre janeiro e setembro.

3. As pessoas têm preguiça de picar frangos!

 

PUBLICIDADE

No ano, o preço dos frangos está abaixo da inflação média acumulada. Mas, quando comparamos a variação de preço do alimento picado ao do inteiro, podemos concluir que pouca gente está disposta a picar um frango. Enquanto o frango inteiro ficou 0,67% mais barato, o vendido em pedaços ficou 3,03% mais caro. Ou seja, as pessoas parecem dispostas a pagar mais pelo segundo.

Publicidade

4. Leite com manga não mata, mas empobrece!

 

Há uma antiga lenda urbana que garante: comer manga batida com leite mata o sujeito. Balela. A explicação para a lorota vem do tempos da escravidão. Os senhores coloniais não queriam que os escravos bebessem leite e comessem as mangas e espalharam a notícia. Enfim, mas se não mata, ficou bem mais caro: enquanto o leite longa-vida encareceu 5,02% até setembro, o preço das mangas avançou 31,3% - é o terceiro produto que ficou mais caro em 2014.

5. Está mais caro sentir frio se você for homem!

 Foto: Estadão

Em geral, os preços dos agasalhos têm caído neste ano. Mas as mulheres tem mais sorte. A queda dos gastos para as vestimentas femininas neste ano é de 5,56%. No caso dos homens, a queda dos preços é de 2,39% até setembro; para as crianças, 1,34%.

Doeu no bolso? Conte aqui a sua história:

Publicidade

gustavo.ferreira@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.