PUBLICIDADE

Publicidade

Dieese: cesta básica está mais cara em 16 capitais

Por FLAVIO LEONEL E FRANCISCO CARLOS DE ASSIS

O preço médio da cesta básica subiu em agosto, na comparação com julho, em 16 capitais pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Segundo a Pesquisa Nacional de Cesta Básica, as maiores altas no conjunto de produtos alimentícios essenciais foram apuradas em Natal (9,62%), Fortaleza (8,18%), Belo Horizonte (8,14%) e Salvador (6,56%). Nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, a cesta apresentou elevações menos expressivas, de 3,24% e de 2,49%, respectivamente. Em Brasília, a alta, de 2,27%, foi a menor entre as capitais pesquisadas. No acumulado dos primeiros oito meses de 2007, o Dieese constatou também movimento de alta nas cestas das capitais pesquisadas. As maiores foram observadas em Natal (15,52%), João Pessoa (12,97%), Recife (12,96%) e Porto Alegre (10,83%). Os menores aumentos acumulados foram apurados em Goiânia (2,20%), Belo Horizonte (2,39%), Brasília (2,54%) e Belém (2,85%). Em São Paulo e Rio de Janeiro, a cesta acumulou elevações de 6,04% e 6,27%, respectivamente. De acordo com o levantamento do Dieese, em agosto, os destaques de alta foram tomate, leite, carne, feijão, pão e óleo de soja.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.