PUBLICIDADE

Publicidade

Bolsa de NY sobe com redução dos temores sobre Grécia e China

Renato Martins, da Agência Estado

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

NOVA YORK - A Bolsa de Nova York opera em alta, depois de o índice Dow Jones ter fechado em queda nas seis sessões anteriores. Traders disseram que o mercado está focalizando suas atenções nas várias declarações de chefes de governo, de que querem a permanência da Grécia na zona do euro. "É preciso um pavio para acender um movimento de alta nesse mercado. Acho que a falta de más notícias no fim de semana foi positiva. Parece que os europeus vão fazer tudo o que puderem para manter a Grécia envolvida", comentou Christopher Baggini, da Turner Investments.

PUBLICIDADE

Em seu segundo dia de negociações, as ações da Facebook Inc. estão em queda forte. "os gerentes de carteira têm um gatilho que diz que se as ações sobem acima do preço da oferta inicial, então é hora de vender", disse Baggini. Minutos atrás, as ações da Facebook caíam 11,28%.

As da rede Lowe's Cos. recuavam 9,69% há pouco, em reação a seu informe de resultados; as do JPMorgan Chase recuavam 1,82% há pouco; o banco reconheceu que suas perdas poderão ser muito maiores do que havia sido admitidas.

Declarações do primeiro-ministro da China, Wen Jiabao, sobre a necessidade de políticas de ajuste para evitar uma desaceleração da economia chinesa, favoreceram ações de indústrias como Boeing (+3,17%) e Caterpillar (+3,01%).

Às 13h55 (de Brasília), o Dow Jones subia 89 pontos (0,72%), em 12.458 pontos; o Nasdaq avançava 51 pontos (1,86%), para 2.830 pontos; o S&P-500 subia 14 pontos (1,12%), para 1.309 pontos. As informações são da Dow Jones.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.