PUBLICIDADE

Publicidade

Bolsas da Ásia fecham em alta, com recuperação técnica

Antonio Rogério Cazzali, Ricardo Criez e Roberto Carlos dos Santos, da Agência Estado

Atualização:

TÓQUIO - A maioria dos mercados asiáticos encerrou em alta nesta segunda-feira. Houve recuperação técnica e presença de investidores em busca de ofertas de ocasião, depois das fortes perdas registradas na sexta-feira. Uma das exceções foi a Bolsa de Hong Kong.

PUBLICIDADE

Em Hong Kong, o mercado apresentou queda pela 12ª vez nos últimos 13 pregões, após as declarações do primeiro-ministro Wen Jiabao sobre o crescimento da China falharem completamente em dissipar as preocupações dos investidores sobre o enfraquecimento econômico do país. O Hang Seng perdeu 29,53 pontos, ou 0,2%, e encerrou aos 18.922,32 pontos - desde 2 de maio, o índice acumula baixa de 11,2%. Os pesos pesados HSBC e Tencent caíram 1% e 3,4%, respectivamente.

Já as Bolsas da China tiveram ligeira alta, com as esperanças de que as declarações de Wen possam agora abrir a porta para medidas mais agressivas de flexibilização por parte de Pequim. O Xangai Composto subiu 0,2% e terminou aos 2.348,30 pontos. O Shenzhen Composto esteve estável, aos 941,67 pontos. As imobiliárias mostraram reação: China Vanke ganhou 1,1% e Gemdale adicionou 0,8%.

A Bolsa de Tóquio, no Japão, fechou em ligeira alta nesta segunda-feira, em recuperação após a queda acentuada do último pregão. As ações de seguradoras, como a Tokio Marine, ajudaram a compensar as fortes baixas de Renesas Electronics, Panasonic e outros papéis do setor de tecnologia.

O Nikkei ganhou 22,58 pontos, ou 0,3%, e terminou aos 8.633,89 pontos, após desabar 3% na sessão de sexta-feira, no pior declínio porcentual de 2012. O volume de negociações sofreu forte recuo, para 1,5 bilhão de ações, o pior resultado do ano. As informações são da Dow Jones.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.