PUBLICIDADE

Publicidade

Latam Airlines vai dispensar 1,4 mil funcionários devido ao impacto do coronavírus

Demissões equivalem a 3% da força de trabalho da companhia; em vídeo enviado a colaboradores, presidente da aérea disse que os cortes são a única opção

Por Agências Internacionais
Atualização:

SANTIAGO - A Latam Airlines, maior companhia aérea da América Latina, informou nesta sexta-feira que demitirá 1,4 mil funcionários, marcando o primeira movimento de uma grande companhia aérea da região nesse sentido por causa da crise do coronavírus.

O CEO da Latam, Roberto Alvo, disse nesta sexta-feira que, antes da crise do coronavírus, havia cerca de 42 mil funcionários entre todas as subsidiárias, mas que agora, devido às circunstâncias, só precisa de 5 mil para poder funcionar. Foto: Rodrigo Garrido/Reuters

PUBLICIDADE

A Latam confirmou as demissões, representando cerca de 3% da força de trabalho da empresa, depois que a Reuters reportou um vídeo interno enviado aos funcionários.

“Infelizmente, concluímos que não temos outra opção a não ser reduzir o tamanho da empresa”, disse o presidente da Latam, Roberto Alvo, no vídeo.

Azul tem 78% de seus funcionários em licença não remunerada. A Gol e a Avianca têm cerca de metade de seus funcionários em licença não remunerada.

A Latam já havia cortado pela metade os salários de seus 43 mil funcionários./FABIAN CAMBERO

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.