PUBLICIDADE

Publicidade

Vale vai construir segundo navio de armazenagem na Ásia

Foto do author Redação
Por Redação

A Vale vai construir um segundo navio de armazenagem de minério de ferro na Ásia para atender aos embarques para o principal mercado da mineradora, a China, disse nesta segunda-feira um alto executivo da companhia, em meio aos esforços para lidar com o veto de Pequim aos enormes cargueiros da empresa. A China, maior importadora de minério de ferro do mundo, fechou seus portos aos supernavios da Vale depois de protestos locais contra a chegada do primeiro, e até agora único, Valemax ao país, em dezembro. Isso forçou a Vale a tomar uma rota mais cara para entregar minério ao mercado chinês, abrindo um centro de transferência de carga nas Filipinas, em fevereiro. A maior exportadora de minério de ferro do mundo também vai abrir um centro de distribuição na Malásia em 2014 e está considerando projetos na Coreia do Sul e no Japão. O conselho de diretores da Vale aprovou a construção do navio de armazenagem, mas a companhia ainda precisa decidir onde vai operá-lo, disse o diretor global de marketing, Cláudio Alves. "Estamos no processo final de contratação, e a Coreia do Sul é uma possibilidade", disse Alves em cerimônia da batismo de dois Valemax. Muitos dos navios Valemax tiveram o financiamento de bancos chineses e foram construídos por companhias chinesas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.