PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

Direitos da criança e do adolescente

Organizações da sociedade civil lançam campanha para reduzir evasão escolar potencializada pela pandemia

PUBLICIDADE

Foto do author Bruna Ribeiro
Atualização:

Mais de 30 organizações da sociedade civil lançaram a Campanha Bora pra Escola!, nesta quinta (11), com o objetivo de mobilizar estudantes evadidos durante a pandemia a aproveitarem o período de matrícula e garantirem vaga para o ano que vem.

PUBLICIDADE

De acordo com a campanha, as aulas presenciais estão voltando, mas esses quase dois anos afastados da sala de aula fizeram com que mais de cinco milhões de meninos e meninas perdessem o vínculo escolar e pensassem em abandonar os estudos.

"Esse risco representa um dos momentos mais críticos da história da educação no Brasil. É fundamental que a sociedade civil se envolva no esforço de engajar os estudantes no retorno às aulas, para minimizar os impactos da pandemia na educação", destaca Natacha Costa, diretora executiva da Cidade Escola Aprendiz, uma das organizações sociais proponentes da campanha. 

Para apoiar a iniciativa, as organizações estão divulgando em suas redes sociais mensagens voltadas aos estudantes, às famílias e à comunidade escolar. O grupo busca também o envolvimento de artistas e atletas para potencializar os efeitos da mensagem. Os detalhes sobre as formas de apoio dos influenciadores estão descritos nesta carta-convite.

Quem tiver interesse, pode compartilhar o material, disponibilizado em formato aberto e livre para qualquer alteração que a organização desejar fazer. O ideal é que seja compartilhado ao menos uma vez por semana, entre os dias 11/11/2021 e 27/02/2022.

Publicidade

Semanalmente serão enviadas peças às organizações interessadas, por email e por whatApp. Além disso, todas elas estarão reunidas neste Drive. Para participar, basta baixar e compartilhar os materiais. Não é necessário solicitar autorização. Bora para a escola! É hora de voltar! 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.