PUBLICIDADE

Neto de Robert De Niro morreu de overdose acidental, diz site

Leandro De Niro Rodrigues foi encontrado morto no início de julho

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Leandro De Niro Rodrigues, neto do ator Robert De Niro, morreu de uma overdose acidental devido a uma combinação letal de drogas ilícitas. As informações são do TMZ.

De acordo com o legista-chefe do gabinete de Nova York, seis substâncias foram encontradas no sangue do jovem ator, que morreu devido aos efeitos tóxicos da combinação delas: fentanil, bromazolam, alprazolam, 7-aminoclonazepam, cetamina e cocaína.

O legista determinou que a morte de Leandro foi uma overdose acidental.

Neto do astro de Hollywood, Leandro De Niro morreu aos 19 anos (Foto: Reprodução/Instagram) Foto: (Foto: Reprodução/Instagram)

Entenda o caso

PUBLICIDADE

Leandro De Niro, 19, foi encontrado morto no dia 2 de julho. A notícia foi compartilhada pela mãe do jovem, Drena De Niro, em uma postagem em suas redes sociais. Ela é a filha mais velha do veterano do cinema com a primeira mulher, a também atriz Diahnne Abbott.

Leandro seguia os passos da família nas artes. Ele atuou junto da mãe em uma pontinha no filme Nasce uma Estrela (2018). Na publicação, a mãe lamenta a perda do filho, que chamou de ‘doce anjo’ e tinha 19 anos.

Após a perda, O ator Robert de Niro enfrentou uma tristeza profunda. Segundo informações do portal britânico Mirror, o astro preferiu se isolar completamente em casa. A única vez que o ator falou sobre o ocorrido foi um dia após a confirmação da morte do neto. Em comunicado, De Niro afirmou estar “profundamente angustiado” e pediu privacidade aos fãs.

Prisão da responsável

Na quinta-feira, 13 de julho, uma mulher suspeita de ter vendidos as drogas que mataram Leandro De Niro Rodriguez, 19, neto do ator Robert De Niro no último dia 2 de julho foi presa. A informação foi divulgada pelo New York Post. A operação foi feita pelo Departamento de Polícia de Nova York e deteve Sofia Haley Marks, 20.

Publicidade

Segundo as autoridades, ela teria dado os opioides que foram encontrados ao lado do corpo do jovem. Sofia foi acusada por distribuição de narcóticos e indiciada no Tribunal Federal de Manhattan.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.