PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

Dicas de decoração para deixar sua primeira morada mais bonita e aconchegante

Opinião|Casa montada em um dia e autosuficiente: o futuro já está no presente

Previsibilidade na construção civil gera eficiência e retorno do investimento a longo prazo

PUBLICIDADE

Foto do author Anelisa Lopes

A primeira ideia que se vem à mente quando se pensa em reforma em construção se baseia em um canteiro de obras manejado rotineiramente pelo empreiteiro durante meses. Mesmo quando bem planejada e executada, ela dificilmente estará livre de obstáculos e desperdícios durante e após a entrega. No último mês, no entanto, tive a oportunidade de conhecer dois processos construtivos que mostram caminhos diferentes na construção civil em relação ao que estamos familiarizados e que possuem um ponto comum para atingir esta eficiência: a previsibilidade.

PUBLICIDADE

(ANELISA É JORNALISTA E DESIGNER DE INTERIORES. PERFIL NO INSTAGRAM: @anelisalopes)

Localizada em um condomínio de luxo em Porto Feliz (SP) e idealizada pela incorporadora D76, a residência Alvorada 3520, uma construção de 600 m2, levou 14 meses para ir do papel à entrega das chaves, período que contabilizou seis meses de projeto e oito de construção. O primeiro modelo concebido pela empresa tem como objetivo não ser apenas um exemplar de construção "rápido e limpo", mas um conceito que tem de estar incorporado ao estilo de vida de quem a adquire, um vez que ela materializou todos os preceitos de tecnologia, por meio da automação (iluminação, climatização, persianas, som e segurança), e da sustentabilidade (autosuficiente).

Todo o processo teve início com o estudo climático da região para que todas as características ambientais fossem usadas a favor do projeto, como temperatura do solo para aproveitamento térmico e índice pluvial para água de reuso nos vasos sanitários e irrigação dos jardins. De acordo com a incorporadora, por exemplo, a água quente chega ao ponto de uso em 10 segundos, enquanto numa casa convencional, pode levar até 2 minutos, graças à recirculação constante da água na tubulação da casa, evitando, assim, o desperdício antes de um banho. À venda por R$ 6,9 milhões, a casa pronta para morar, além de gerar seu próprio aquecimento e iluminação, também não possui descarte de lixo orgânico, uma vez que todo material é processado internamente por meio de composteira elétrica, bacias sanitárias com trituradores e fossa com biodigestor.

O segundo modelo construtivo que conheci está na CasaCor. Com projeto do arquiteto Gabriel Sabugosa e da paisagista Elaine Kalil, o Grupo SteelCorp levou uma casa de 40 m2 para o Conjunto Nacional que pode ser desmontada e remontada em qualquer lugar (esta unidade, especificamente, foi comprada e será implantada em uma fazenda). A "construção industrializada" dura entre 300 e 400 anos, sem trinca ou umidade, e toda sua estrutura foi feita em perfis (light steel frame), - o projeto levou três meses, enquanto a produção e montagem foi feita em dez dias na fábrica. Os perfis de aço galvanizado são preenchidos com placas de cimento ou de gesso e recebem toda a estrutura elétrica e hidráulica com as paredes já montadas. Depois de construída na unidade fabril, foi transportada e montada em 24 horas na CasaCor.

Publicidade

De acordo com a empresa, o tempo consumido é equivalente a 50% da construção convencional, assim como a redução de ruídos e de consumo de água, além da manutenção da temperatura ambiente final entre 22 e 26 graus. A empresa não passa uma estimativa de investimento, uma vez que cada projeto pode trazer muitas variações, mas destaca que tem custos equivalentes aos das construções tradicionais com a vantagem destas inovações - o modelo construtivo pode ser aplicado a diferentes tipos de edificações com qualquer porte.

O ponto que une as duas propostas é  previsibilidade gerada pelo programa BIM (Modelagem de Informação da Construção), que representa digital e tridimensionalmente todas as características de uma construção, considerando suas patologias e estudo de materiais e soluções. Por meio da inserção de dados ou do escaneamento de uma construção já existente, a implantação da ideia original à execução é baseada em todas as informações coletadas, que ficam disponíveis para uso a todo momento. Assim, todo o processo é feito de forma integrada e organizada. Além da dependência praticamente nula de empreiteiros ou assistentes (cada etapa é executada pelo fornecedor responsável, que participa de toda elaboração do projeto), o conjunto estrutural pré-fabricado em madeira, no caso da residência Alvorada, ou em aço, no caso da SteelHouse CasaCor, permite várias operações de layout ou personalização dentro da casa.

Residência Alvorada 3520, em Porto Feliz: tecnologia e sustentabilidade em 600 m2 (foto: arquivo pessoal)  
Estrutura pré-fabricada permite diferentes tipos de layout interno (foto: arquivo pessoal)  
Casa de 40 m2 montada em um dia na CasaCor (foto: arquivo pessoal)  
Segundo a empresa, construção pode durar até 400 anos (foto: arquivo pessoal)  

NOVIDADES NO CIRCUITO

Casa Ñe'é LG - parceira exclusiva da CasaCor, a LG está presente na mostra em 45 ambientes e projeta alguns dos seus lançamentos no espaço criado pelo arquiteto Nildo José, batizado de Casa Ñe'é (em guarani, alma). Os destaques ficam por conta da TV LG OLED M3, sem fio, com uma tela de 97 polegadas com resolução 4K e 120Hz -  a caixa Zero Connect, separada, envia sinais de vídeo e áudio para a tela por meio de um roteador wifi. Já o microondas NeoChef Onebody presente na cozinha do ambiente conta com a função Scan to Cook, na qual o usuário escanea o código de barras de pratos congelados e o eletrodoméstico programa automaticamente a potência e o tempo de preparo.

Promoção Samsung Music Frame - o lançamento mais recente da Samsung é a caixa de som inteligente, semelhante a um quadro que pode ser personalizado por meio de fotos ou artes impressas na tela. Até dia 30 deste mês, quem adquirir a novidade (que tem valor inicial de R$ 2.849,05) ganha R$549 de bônus para comprar um Galaxy Fit3.

Publicidade

MADE Mercado, Arte, Design - a próxima edição da feira de design acontece entre os dias 26 e 30 de junho no Mercado Livre Arena Pacaembu, em São Paulo. Os trabalhos dos estúdios independentes serão expostos na quadra de tênis coberta, construída em 1939. Desta vez, participam 75 estúdios e designers de diferentes partes do Brasil que vão levar peças autorais de mobiliário, objetos e iluminação, entre outros.

Informações:

Quarta a sábado, das 13h às 21h / Domingo das 11h às 19h

Mercado Livre Arena Pacaembu: rua Capivari, portão 23

Ingressos: R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia)

Publicidade

Opinião por Anelisa Lopes

Anelisa Lopes (@anelisalopes) é mãe, designer e jornalista. Após atuar por quase duas décadas como jornalista no segmento automotivo, decidiu estudar design de interiores para converter sua paixão por decoração em uma nova carreira. Hoje, faz consultorias e projetos para transformar espaços e vidas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.