PUBLICIDADE

Carille faz Corinthians manter rotina para controlar empolgação

Em vantagem, Alvinegro enfrenta Ponte Preta para confirmar título paulista

PUBLICIDADE

Manter a rotina foi a dinâmica estabelecida por Fábio Carille no Corinthians ao longo da semana de preparação para a final do Campeonato Paulista. Tal postura foi a maneira que o treinador encontrou para que o grupo mantivesse os pés no chão depois da vitória por 3 a 0 sobre a Ponte Preta, no último domingo, em Campinas "Procurei manter a rotina de treinamentos. A cobrança junto com o grupo na questão de concentração e respeito foi maior. Quando você consegue uma vitória como a que conquistamos no domingo há um relaxamento natural. Foi uma semana pregando bastante respeito a nós e ao nosso trabalho para fechar com uma grande vitória e, assim, levar o título", afirmou.

Filho de Fagner participa de aquecimento ao lado dos jogadores Foto: Sergio Castro/Estadão

Perto de conquistar seu primeiro título como treinador, Carille reconhece que tem sido difícil controlar a ansiedade e se consultou com amigos experientes em busca de conselhos. "A rotina, nem mais nem menos. O grupo vai olhar diferente se você estiver diferente. Isso foi o que eu procurei fazer." A expectativa tem até tirado o sono do técnico, que diz ter dormido mal nos últimos 15 dias. O clima de descontração marcou o penúltimo treino do Corinthians nesta sexta-feira, no CT Joaquim Grava, dois dias antes de reencontrar a Ponte Preta na final do Paulistão. Debaixo de chuva, os jogadores pareciam leves e até contaram com um convidado especial no aquecimento: o filho de Fagner. Um rachão, o segundo do ano, fechou a semana de atividades.  

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.