PUBLICIDADE

Ônibus usados por Sócrates, Casagrande e Rivelino no Corinthians serão reformados; veja fotos

Mosqueteiros I e II estiveram presentes em momentos inesquecíveis para os alvinegros, como no titulo paulista de 1977 e na época da Democracia Corintiana

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Aproveitando uma ideia original de Herói Vicente, ex-diretor jurídico do Corinthians, o candidato à presidência do clube, André Luiz Oliveira, o André Negão, tocará uma grande reforma de dois ônibus alvinegros históricos. Um dos veículos, que estava estacionado no Parque São Jorge, deixou o local nesta sexta-feira rumo a Botucatu, cidade no interior paulista. Os ônibus, batizados de Mosqueteiros I e II, estiveram presentes em conquistas marcantes, como o fim do jejum do Corinthians no Paulistão em 1977, a invasão de torcedores do clube ao Rio em 1976 e a Democracia Corintiana, movimento que marcou uma geração de atletas na década de 1980.

O trabalho para deixar o veículo novo será realizado pela empresa Caio Induscar e não acarretará gastos para o Corinthians. Em uma primeira fase, o Mosqueteiro I ganhará vida nova, em seguida, o clube já tem um acordo para iniciar os reparos no outro veículo. É serviço completo: funilaria, pintura e motor.

Mosqueteiro I deixou o Parque São Jorge nesta sexta-feira. Foto: Divulgação/ Corinthians

PUBLICIDADE

“Conseguimos junto a parceiros a restauração desses dois ônibus sem que o clube gaste nenhum centavo com isso”, afirmou André Negão, que atualmente ocupa o cargo de vice-presidente do Conselho Deliberativo do Corinthians.

“Quem ama o clube, quem gosta de preservar a história do Corinthians sabe da importância que esses dois veículos tiveram entre os anos 1960 e 1980, levando as delegações para jogos e participando de conquistas e momentos icônicos da nossa história. Fico feliz em mais uma vez conseguir trabalhar em prol do Corinthians e ajudar a preservar um pouco da nossa história”, continuou o candidato da situação no clube.

Ônibus do Corinthians nas décadas de 1960 e 1970 ganharão nova utilidade com reforma. Foto: Divulgação/ Corinthians

O Mosqueteiro I foi comprado pelo Corinthians no início da década de 1960. Responsável por conduzir nomes históricos do time para grandes desafios, como Rivellino, Zé Maria, Basílio, entre outros, o veículo era luxuoso e com design futurista, tendo bar, iluminação individual para leitura, carpete, cinto de segurança e banheiro, privilégios para a época.

Ônibus do Corinthians serão reformados em Botucatu. Foto: Divulgação/ Corinthians

No fim dos anos 1970, o Mosqueteiro I foi substituído pelo Mosqueteiro II, que serviu outra geração de corintianos ilustres, como Wladimir, Sócrates, Casagrande e Zenon. Depois de reformados, os veículos estarão à disposição do Corinthians, que poderá fazer melhor uso deles ou mantê-los em exposição no Parque São Jorge.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.