PUBLICIDADE

Corinthians segura Moscardo, vê joia florescer e espera faturar mais de R$ 150 milhões com o jogador

Descoberto em projeto da prefeitura de São José dos Campos, jovem de 17 anos é cobiçado por times da Europa e pode ser a venda mais cara da história do clube paulista

PUBLICIDADE

Foto do author Rodrigo Sampaio

O Corinthians ainda não teve muitos motivos para comemorar a temporada de 2023, mas um jogador em específico tem dado orgulho ao torcedor. Com apenas 17 anos, Gabriel Moscardo ganhou espaço entre os titulares com um futebol de gente grande, de quem está pronto para alçar voos ainda mais altos e logo. O Corinthians espera faturar pelo menos 30 milhões de euros (R$ 157,9 milhões na cotação atual) com o garoto, que não deve permanecer muito tempo no Brasil e promete ser a venda mais cara da história do clube paulista.

PUBLICIDADE

Moscardo estreou pelo Corinthians em 28 de junho, na vitória por 3 a 0 sobre o Liverpool (URU), pela sexta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Com o time já eliminado, Luxemburgo utilizou a partida para analisar opções no elenco e o jovem foi um dos destaques. Desde então, o jogador não saiu mais da equipe titular e caiu no gosto do torcedor — e de gigantes da Europa também, que desembarcam cada vez mais cedo atrás de meninos bons de bola. Dois deles, ambos da Espanha, Real Madrid e Barcelona, já têm tudo acertado com Endrick e Vitor Roque, de Palmeiras e Athetico-PR, respectivamente.

Com apenas algumas semanas no meio de campo do Corinthians, Gabriel Moscardo passou a ser observado por clubes do Velho Continente. O jornal espanhol Sport disse que o brasileiro naturalizado português Deco, ex-jogador e atual diretor esportivo do Barcelona, está monitorando talentos na América do Sul e buscou mais informações sobre o volante. Foi ele o responsável pela negociação de Vitor Roque com o time espanhol.

Gabriel Moscardo, de apenas 17 anos, é titular absoluto do meio-campo do Corinthians.  Foto: Rodrigo Coca/Corinthians

Apesar de o Barcelona estar de olho em Moscardo, o jogador por pouco não deixou o clube já na última janela de transferências, quando o Chelsea chegou junto para contratar o atleta. A pedida de 30 milhões de euros (cerca de R$ 157 milhões) por parte do Corinthians afugentou os ingleses, pelo menos por ora. A convocação do jogador por Ramon Menezes para a seleção pré-olímpica valorizou o garoto, que tem vínculo com o Corinthians até junho de 2026.

Clubes da Inglaterra estão cada vez mais de olho em joias sul-americanas e tentam comprá-las mais barato aqui antes de elas despontarem em outros campeonatos menores da Europa, como o Português, e serem vendidas pelo dobro do preço. Foi o caso do meia Enzo Fernandez, da seleção argentina, adquirido pelo Benfica junto ao Banfield (ARG) por 10 milhões de euros (cerca de R$ 54 milhões) e vendido seis meses depois pelos portugueses ao Chelsea por 121 milhões de euros (cerca de R$ 666 milhões).

Aos 17 anos, Moscardo se destaca pela qualidade técnica e precisão nos passes em longa distância. Jogando à frente da defesa corintiana, na função de “5″, o jovem é o responsável por qualificar a saída de bola do time de Vanderlei Luxemburgo, que sentiu a falta do jogador quando ele precisou ficar fora por quase um mês por causa de uma apendicite. O treinador já admitiu que tem a necessidade de encaixar o meio-campo da equipe com o jovem entre os 11 iniciais. Moscardo não sentiu o peso de atuar ao lado de Renato Augusto e à frente de Gil, por exemplo, mas chorou quando ficou sabendo que seu nome estava na lista da seleção de Ramon.

Início em São José e chegada ao Corinthians aos 12 anos

Natural de Taubaté, no interior paulista, Moscardo começou a dar os primeiros passos no futebol jogando na cidade vizinha, em São José dos Campos, onde atuava em um projeto da prefeitura chamado Atleta Cidadão. Em 2015, ele começou a ser treinado por Eduardo Vergueiro, que se encantou com o futebol do garoto de apenas 10 anos. Dois anos depois, o técnico foi contratado pelo Corinthians e lembrou do menino. Ligou para os pais de Moscardo convidando-o para um teste no clube. Começava ali a trajetória do jogador no Parque São Jorge.

Publicidade

Vergueiro conta que Gabriel Moscardo sempre foi quieto, “na dele”, mas chamava a atenção por se comunicar muito bem — como é comprovado nas entrevistas do jogador, com eloquência acima do habitual para os boleiros de sua idade. Foi Vergueiro que, ainda no Atleta Cidadão, foi recuando o jovem até ele expressar melhor seu futebol na posição de volante.

Eduardo Vergueiro ao lado de Gabriel Moscardo em 2015, quando descobriu o jovem, e em 2023, já no Corinthians. Foto: Acervo pessoal/Eduardo Vergueiro

“Ele sempre demonstrou uma boa leitura de jogo. Uma capacidade muito grande de identificar e preencher os espaços que muitas vezes um companheiro deixava no campo. Então, ele conseguia fazer uma boa cobertura e conseguia solucionar bem os problemas que o jogo apresentava com passes de primeira e com um bom posicionamento de corpo. Ele dava essa qualidade ao jogo”, explica Vergueiro. “São ações simples, mas eficientes. Ele é um cara que dá muita dinâmica no setor.”

O responsável por descobrir o talento de Moscardo classifica o jovem como um jogador “moderno” e com os requisitos necessários para desempenhar um futebol de alto nível na Europa e também na seleção brasileira principal. “Ele tem projeção e potencial. É um atleta que está evoluindo e ainda vai evoluir muito”, diz. “O Moscardo sempre demonstrou as quatro vertentes que acredito no futebol, que são as questões técnica, tática, física e psicológica, e ele sempre demonstrou ter esses quatro fatores bem desenvolvidos. Por isso, sempre acreditei que ele ia alcançar os seus objetivos.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.