PUBLICIDADE

Itália bate Albânia na Eurocopa em jogo com brasileiros, provocação inusitada e recorde

Seleção italiana vira sobre albaneses em Dortmund e começa defesa do título continental com sentimento de alívio

PUBLICIDADE

Foto do author Marcos Antomil
Atualização:

A atual campeã Itália levou um susto, mas conseguiu reverter o marcador e começar a Eurocopa com vitória sobre a Albânia, por 2 a 1, neste sábado, em Dortmund. A seleção italiana saiu atrás com menos de um minuto em partida marcada por encontro entre brasileiros Sylvinho e Jorginho, quebra de recorde e provocações inusitadas.

PUBLICIDADE

Com o resultado, o Grupo B fica com a Espanha na liderança por causa do saldo de gols. Os espanhóis derrotaram a Croácia por 3 a 0. A Itália fica na segunda posição, enquanto albaneses aparecem em terceiro e croatas na lanterna. Na próxima quarta-feira, a Croácia e Albânia se enfrentam, em Hamburgo, às 10h. No dia seguinte, às 16h, em Gelsenkirchen, é a vez do encontro entre italianos e espanhóis.

Até aqui, a Eurocopa tem surpreendido pelo ritmo intenso das seleções nos instantes iniciais. Em Dortmund, não foi diferente. Bajrami marcou aos 24 segundos e colocou a Albânia em vantagem, quebrando o recorde de gols mais rápido da história da Eurocopa. Mas a Itália reagiu, Bastoni deixou tudo igual aos 11, e Barella virou para os atuais campeões europeus, aos 16, em um lance polêmico, dada a interferência de um jogador italiano em posição de impedimento, ignorada pela arbitragem.

Nicolo Barella comemora com os companheiros da seleção italiana o gol da virada sobre a Albânia, em Dortmund. Foto: Ina Fassbender/AFP

O jogo contou com a presença de dois brasileiros em posição de destaque. No meio-campo da Itália, Jorginho, nascido em Imbituba-SC, foi o principal articulador da equipe tetracampeã mundial. Já na beira do gramado estava Sylvinho, o ex-lateral-esquerdo e técnico da Albânia. Sempre muito agitado, despertou o interesse das câmeras repetidas vezes.

Jorginho em ação no duelo entre Itália e Albânia pela Eurocopa. Foto: Kenzo Tribouillard/AFP

Como os gols saíram cedo na Alemanha, o jogo ficou devendo no restante do tempo. As duas seleções tiveram dificuldades para criar chances claras novamente. A Itália conseguiu controlar o ímpeto albanês, que durou menos de um minuto, e soube administrar a partida após o placar se tornar favorável. Nos minutos finais, os albaneses arrancaram alguns suspiros de seus torcedores, que eram maioria em Dortmund, mas o placar permaneceu inalterado.

Sylvinho instrui atletas durante o jogo entre Itália e Albânia na Eurocopa. Foto: Bernadett Szabo/Reuters

Provocação inusitada dos albaneses

Antes de a bola rolar, em encontro entre torcedores das duas seleções, uma provocação bem-humorada chamou a atenção. Um torcedor da Albânia quebrou espaguetes na frente dos adversários e arrancou risadas. Reza a tradição italiana que não se deve quebrar os espaguetes.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.