PUBLICIDADE

Loja do Barcelona repõe 'W' após letra acabar em vendas de camisa de Lewandowski

Polonês chegou com grande expectativa da torcida do clube catalão e já está com o time na pré-temporada nos Estados Unidos

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação

Depois que um vídeo viralizou nas redes sociais na quarta-feira em que um funcionário de uma loja do Barcelona mostrou que não havia mais adesivos com a letra W para personalizar os uniformes do atacante recém-contratado Robert Lewandowski, o clube espanhol entrou na brincadeira e mostrou que o estoque foi reposto. O vídeo postado nesta quinta-feira mostra o mesmo vendedor, agora feliz para colocar as letras do novo reforço na parte de trás das camisas do time.

Lewandowski foi apresentado oficialmente na última quarta-feira e promete ser peça importante no Barcelona. Ele marcou 50 gols em 46 jogos pelo Bayern de Munique na última temporada e fez valer sua decisão de deixar o time alemão, que não queria liberá-lo.

Loja do Barcelona precisou repor adesivos da letra W para a personalização de camisas de Robert Lewandowski. Foto: Barcelona

PUBLICIDADE

Ele acompanha a equipe na pré-temporada nos Estados Unidos. Neste sábado, o Barça enfrenta o rival Real Madrid em amistoso. Depois, terá confrontos contra Juventus e New York Red Bull também em solo americano.

A janela de transferências do Barcelona segue bastante movimentada. Além de Lewandowski, o clube acertou as contratações do zagueiro Andreas Christensen, do volante Franck Kessié e do atacante Raphinha. O brasileiro já estreou e fez gol pelo novo time.

Na última temporada, a primeira desde a saída de Lionel Messi, o Barcelona passou pelo início de uma reconstrução. A equipe ficou na segunda posição do Campeonato Espanhol, 12 pontos distante do campeão Real Madrid. Na Liga dos Campeões, fracassou, foi eliminado ainda na fase de grupos e ainda viu o grande rival levantar mais um caneco. Já na Liga Europa, a equipe de Xavi caiu para o Eintracht Frankfurt, dentro de casa, nas quartas de final.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.