PUBLICIDADE

Santos bate o Inter e entra na zona da Libertadores pela 1.ª vez

Vitória por 2 a 1 sobre os gaúchos deixa a equipe de Luxemburgo na terceira colocação do Brasileirão

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Ainda demonstrando abatimento pela derrota no clássico paulista no último fim de semana, o Santos sofreu um susto, mas derrotou o Internacional, de virada, por 2 a 1, na noite desta quarta-feira. O triunfo no Estádio da Vila Belmiro coloca a equipe de Vanderlei Luxemburgo pela primeira vez na zona de classificação à Copa Libertadores da América 2008. Com 39 pontos, o Santos ocupa agora a terceira colocação no Campeonato Brasileiro. O time da Baixada Santista ainda colou no vice-líder Cruzeiro (42), que decepcionou ao perder para o Juventude, que figura na zona de descenso, por 1 a 0, em Caixas do Sul. Já o Internacional caiu duas posição e aparece no 12.º posto com 32 pontos. Irritado com a atitude do time na derrota para o Corinthians (2 a 0), no domingo, Luxemburgo mandou a campo uma equipe com três importantes mudanças. A principal estava no gol. Na véspera do confronto com os gaúchos, o treinador afastou o capitão Fábio Costa e colocou Roger, que não jogava há dois meses. Na frente, Marcos Aurélio foi o escolhido para ser sacado e ceder a posição a Renatinho, que entrou bem ao dar mais velocidade ao ataque. Já o volante Maldonado não pôde atuar porque está defendendo a seleção chilena em amistosos na Europa - ele foi substituído por Adoniran. "Entendi que tinha que mudar. Ele [Fábio Costa] entendeu esse lado profissional e não reclamou, isso tudo [suposto problema pessoal com o goleiro] é fofoca", disse o treinador santista. "Sobre o Marco Aurélio, ele teve uma queda de produção e cabe ao técnico tomar uma decisão. Tudo foi pelo lado profissional." Precisando da vitória para se reabilitar de dois maus resultados consecutivos - goleada em casa para o Fluminense (4 a 1) e empate com o vice-lanterna Náutico (1 a 1) -, o Inter começou melhor e marcou o primeiro da partida aos 11 minutos. Num rápido contra-ataque puxado por Christian, o atacante lançou o colega Adriano na direita. O camisa 7 entrou livre na área e bateu cruzado para superar Roger. O Santos seguiu errando na marcação, principalmente no meio-campo. Mas como os visitantes não souberam aproveitar os espaços para ampliar, o time paulista conseguiu o empate aos 27. Kléber foi lançado na esquerda e cruzou rasteiro para Kléber Pereira bater de primeira. A bola foi em cima do goleiro Clemer, que não conseguiu evitar o empate. Este foi o décimo gol do camisa 9 santista no Nacional - ele é o artilheiro do time no torneio. A virada santista não demorou para acontecer. Em bom ataque puxado por Kléber Pereira, o artilheiro lançou Renatinho, em posição irregular. O jovem de 20 anos fez boa jogada ao invadir a área, limpar o marcador e chutar cruzado em cima de Clemer. O camisa 1 colorado falhou ao rebater para o meio e, na seqüência, o ala Kléber empurrou para a meta vazia. Na etapa final as duas equipes abusaram da forte marcação e das faltas. As melhores oportunidades foram armadas, mas o empate não saiu graças a duas boas intervenções de Roger. Na primeira, Wellington Monteiro alçou na área e o zagueiro Danny Morais - recém-promovido ao time profissional, ele é sobrinho do ex-goleiro Valdir Peres, - cabeceou para o chão e o camisa 12 salvou. Momentos depois Pinga soltou a bomba e o goleiro reserva espalmou. Na próxima rodada do Brasileirão, o Santos encara mais um rival gaúcho. O adversário no sábado será o Juventude, também na Vila Belmiro - o time da Baixada Santista nunca foi derrotado para adversários do Rio Grande do Sul em seu estádio em jogos pelo Nacional. No mesmo dia, o Inter tenta se reabilitar no torneio diante do Flamengo, no Beira-Rio, em Porto Alegre. SANTOS 2 X 1 INTERNACIONAL Santos - Roger; Baiano, Domingos, Marcelo     e Kléber    ; Adoniran (Adriano), Rodrigo Souto, Petkovic     (Rodrigo Tabata) e Pedrinho (Vítor Júnior); Renatinho e Kléber Pereira    . Técnico: Vanderlei Luxemburgo. Internacional - Clemer; Wellington Monteiro, Índio, Sidnei (Danny) e Alex; Edinho, Magrão     (Roger), Jonas     (Élder Granja) e Pinga; Adriano e Christian. Técnico: Abel Braga. Gols - Adriano, aos 11, Kléber Pereira, aos 27, e Kléber, aos 34 minutos do primeiro tempo. Árbitro - Djalma José Beltrami Teixeira (Fifa/RJ). Público - 3.233 pagantes Renda -  R$ 31.758,00 Estádio - Vila Belmiro, em Santos (SP).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.