PUBLICIDADE

Scolari é o favorito para assumir a seleção inglesa, diz jornal

PUBLICIDADE

Por Agencia Estado
Atualização:

O jornal britânico "The Guardian" afirma nesta quinta-feira que o técnico brasileiro Luiz Felipe Scolari é o favorito para assumir o comando da seleção inglesa de futebol depois da Copa da Alemanha. Na reportagem, que tem chamada na primeira página, o diário afirma que o vice-presidente do clube londrino Arsenal, David Dein, que integra o comitê internacional da Football Association (FA), a federação de futebol da Inglaterra, considera o treinador campeão mundial em 2002 como o melhor sucessor para o sueco Sven Goran Eriksson. Eriksson anunciou que vai deixar a seleção antes do fim do contrato em 2008, depois de um escândalo provocado pela publicação de declarações polêmicas que o técnico fez a um repórter disfarçado de xeique árabe. De acordo com o The Guardian, "está subentendido que a FA vai ignorar candidatos ingleses como os técnicos do Charlton, Alan Curbishley; do Bolton, Sam Allardyce; e o assistente de Eriksson, Steve McLaren." Concorrente - O outro grande favorito, segundo a reportagem, é o holandês Guus Hiddink, que conseguiu classificar a Austrália para a sua primeira Copa do Mundo e levou a Coréia do Sul às semifinais em 2002. Segundo o jornal, um candidato britânico só seria considerado, caso as tentativas de atrair Scolari ou Hiddink fracassem. Contra o brasileiro contaria a falta de domínio da língua inglesa. Outro nome que começa a ser citado pelos jornais britânicos é o de Carlos Alberto Parreira. Na edição desta quinta-feira do The Times, o jornal aposta em Martin O´Neill, ex-Celtic e Leicester City, e Guus Hiddink, mas o atual técnico da seleção brasileira é lembrado como dono de um "histórico internacional excepcional". "Ganhou a Copa do Mundo de 1994 com uma das equipes brasileiras menos talentosas da história", afirma o Times. O jornal lembra ainda que Parreira já anunciou que vai deixar o comando da seleção depois da Copa da Alemanha e que "fala um inglês excelente". Parreira também é lembrado em uma reportagem do jornal The Independent. Segundo o diário britânico, que analisou conquistas recentes de clubes e seleções para tentar encontrar a "fórmula do sucesso", a CBF "sempre busca a experiência, e o fez mais do que nunca para a Copa". O jornal descreve Parreira como um dos brasileiros mais experientes no exterior, lembrando da atuação dele como técnico do tetracampeonato, e das seleções do Kuwait, dos Emirados Árabes e da Arábia Saudita.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.