PUBLICIDADE

Primeira a levar tocha, central Fabiana é reforço do Praia Clube

Bicampeã olímpica foi finalista da Superliga 2013/14 com o Sesi

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Primeira pessoa a carregar a tocha olímpica no Brasil, a central Fabiana Claudino vai jogar em Uberlândia a partir da próxima temporada. A jogadora, fundamental na seleção feminina de vôlei que vai buscar o ouro olímpico no Rio-2016, foi confirmada nesta terça-feira como reforço do Dentil/Praia Clube, vice-campeão da Superliga Feminina.

Finalista na temporada 2013/14, o Sesi decidiu se desfazer das principais jogadoras do seu elenco e montar um time de nível mais baixo para disputar a Superliga Feminina. Por isso, liberou nomes como Jaqueline, Suelen, Fabiana e Ellen Braga, que também vai para o Praia Clube.

Fabiana Claudino, bicampeã olímpica de vôlei, e a presidente Dilma Rousseff na chegada da chama olímpica ao Brasil Foto: Wilton Junior/ Estadão

PUBLICIDADE

Bicampeã olímpica, Fabiana se junta a ela em Uberlândia, voltando para perto de casa. Mineira de Santa Luiza, a central foi formada na escolinha do Minas Tênis Clube, pelo qual se profissionalizou. Ela s destacou pela equipe da Unilever/Rio, passou pelo Vôlei Futuro (de Araraquara) e pelo Fenerbahce, da Turquia. Desde 2012 ela estava no Sesi, onde era capitã.

Na ampla reformulação dos times brasileiros para depois da Olimpíada, Mari Paraíba, (Volero Zurich, da Suíça), Natália (Fenerbahce), Adenízia (Pallavolo Scandicci, da Itália) e Ana Tiemi (Nantes, da França) já deixaram o País. Thaísa estaria de partida também para o Volero.

Jaqueline está desempregada, mesma situação da líbero Suelen e da central Ivna. A cubana Carcaces, a belga Lise e a americana Courtney Thompson deixam Osasco (as duas primeiras) e o Rio (Thompson). Entre as trocas de clube, destaque para a ida de Pri Daroit do Praia Clube para o Minas e de Tandara do Minas para o Osasco. Bia, ex-Sesi, também reforça o Osasco.