PUBLICIDADE

Uefa mantém veto e técnico da França desfalca time contra Itália

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação

O técnico da seleção da França, Raymond Domenech, assistirá das arquibancadas ao jogo de sua equipe contra a campeã mundial Itália pelas eliminatórias da Eurocopa de 2008, no sábado, após a Uefa ter decidido manter a suspensão ao treinador. O órgão de apelação da Uefa determinou nesta terça-feira que a punição, imposta após comentários feitos por Domenech a um jornal francês, deve ser mantida. A pena do treinador foi minimizada, entretanto, e a entidade de recurso cancelou a multa de 10.000 francos suíços (8.251 dólares) imposta originalmente pelo comitê disciplinar da Uefa. Domenech foi condenado pela Uefa após ter acusado a Itália de tentar subornar um árbitro de uma partida sub-21 entre os dois países no torneio pré-olímpico para os Jogos de Sydney-2000. Após a primeira audiência, a Uefa afirmou que os comentários de Domenech ao jornal Le Parisien eram um desrespeito ao futebol. Além das acusações de suborno, Domenech aproveitou a entrevista para elogiar o zagueiro italiano Marco Materazzi por ter provocado Zinedine Zidane no incidente que resultou na expulsão do francês na final da Copa do Mundo do ano passado. Zidane levou cartão vermelho ao acertar uma cabeçada no peito de Materazzi, e a França acabou derrotada na disputa de pênaltis. Domenech também disse na entrevista que estava preocupado com a arbitragem para o jogo de sábado, em Milão. "Não fui eu quem inventou as histórias sobre arbitragem na Itália", disse Domenech. "Alguns jogos foram manipulados." O escândalo de manipulação de resultados em 2006 no futebol italiano, que levou a Juventus a ser rebaixada, tinha como base a compra de árbitros. A França lidera o Grupo B das eliminatórias com dois pontos de vantagem sobre a Itália. Os franceses venceram por 3 x 1 no primeiro turno, em Paris, ano passado.

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.