PUBLICIDADE

EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Futebol, seus bastidores e outras histórias

Opinião|São Paulo precisa recuperar 'espírito' que o levou à semifinal da Libertadores

Na partida desta quarta-feira contra o Atlético Nacional, às 21h45, o São Paulo precisa resgatar a pegada e o espírito que o levaram à semifinal da Libertadores, jogando com disposição e competitividade, além de talento, segurando a bola e apostando na qualidade de seu elenco para fazer gols e abrir vantagem para a partida da volta. O são-paulino sabe, de antemão, que não terá a qualidade dos outro jogos porque Ganso e Kelvin não atuam. Estão machucados. O primeiro vinha conduzindo o time, com boa dose de invenção e inteligência, muita responsabilidade e envolvimento e com talento de sobra. Foi até para a seleção. O segundo, Kelvin, dava ao São Paulo sua imprevisibilidade, com jogadas ora pelas pontas, ora pelo meio, ora dentro da área, mas sempre tentando desmontar a marcação e abrir caminho. Nem de longe lembrava aquele atacante sem vida do Palmeiras. (Abaixo, uma foto para inspirar de 1992).

PUBLICIDADE

Foto do author Robson Morelli
Atualização:
 Foto: Estadão

Mesmo sem os dois, o Tricolor é mais forte do que o Atlético Nacional em casa. Tem em Calleri sua fonte inspiradora de gols. O argentino conquistou o torcedor do Morumbi jogando bola, não desistindo e balançando as redes como poucos. Tem oito gols na Libertadores, 15 na temporada. Seu contrato vai até o fim da competição. Em suas declarações, deixa claro que pensa na Europa, quer a Europa, mas não tem nada em mãos e não descarta continuar no São Paulo. Seria importante tê-lo até o fim do ano, quem sabe no Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão, e no Nacional.

PUBLICIDADE

Há ainda, somente para citar alguns outros capazes de fazer diferença, Michel Bastos e o zagueiro Maicon, agora contratado. Fosse Edgardo Bauza, escalaria Michel na função de Ganso, armando no meio, mais solto para pensar, cadenciar e distribuir a bola. Não vejo outro no elenco com a mesma qualidade do jogador machucado. Na vaga de Kelvin, Ytalo é o indicado. Mais que escolher as peças, Bauza tem a missão de resgatar a condição de competição do grupo. Vejo o São Paulo sem a mesma condição de 50 dias atrás, com o treinador se valendo dos reservas no Brasileirão para poupar os titulares de desgastes. Tenho dúvidas de que tenha sido a estratégia correta. É inegável, no entanto, que Bauza tem duas Libertadores no currículo e por equipes tradicionalmente inferiores ao São Paulo na competição, LDU e San Lorenzo. Então, tem crédito.

18 DE MAIO

O São Paulo conseguiu sua vaga para uma das semifinais da Libertadores dia 18 de maio ao eliminar o Atlético-MG em sua casa. De lá para cá, Pintado tratou de acompanhar o time da Colômbia para pescar detalhes, mudanças e tudo que poderá ajudar Bauza nesta quarta. O elenco também antecipou sua concentração no CT para que os jogadores focassem na partida, como se isso fosse necessário. O tricolor só fala desse jogo há semanas. Fazer a primeira partida em casa pode ajudar o time brasileiro se ele conseguir abrir margem. Jogaria na Colômbia mais tranquilo, com o regulamento debaixo do braço e ainda com a possibilidade de contar com seus atletas machucados. Zetti, Raí e Rogério Ceni estão dando força ao time. São ídolos querendo ajudar.

CAMPANHA DO SÃO PAULO

Publicidade

Primeira fase

São Paulo 0 x 1 The Strongest River Plate 1 x 1 São Paulo Trujillanos 1 x 1 São Paulo São Paulo 6 x 0 Trujillanos São Paulo 2 x 1 River Plate The Strongest 1 x 1 São Paulo

Oitavas de final São Paulo 4 x 0 Toluca Toluca 3 x 1 São Paulo

Quartas de final

São Paulo 1 x 0 Atlético-MG Atlético-MG 1 x 2 São Paulo

Publicidade

CAMPANHA DO ATLÉTICO NACIONAL

Primeira Fase

Huracán 0 x 2 Atlético Nacional Atlético Nacional 3 x 0 Sporting Cristal Atlético Nacional 2 x 0 Peñarol Penãrol 0 x 4 Atlético Nacional Sporting Cristal 0 x 1 Atlético Nacional Atlético Nacional 0 x 0 Huracán

Oitavas de final

Huracán 0 x 0 Atlético Nacional Atlético Nacional 4 x 2 Huracán

Publicidade

Quartas de final

Rosário Centra 1 x 0 Atlético Nacional Atlético Nacional 3 x 1 Rosário Central

 

Opinião por Robson Morelli

Editor geral de Esportes e comentarista da Rádio Eldorado

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.