PUBLICIDADE

Djokovic sofre contra Raonic, mas está na semi de Roland Garros

Em busca da liderança do ranking, sérvio briga por um lugar na final pela quarta vez consecutiva - ele nunca venceu Roland Garros

PUBLICIDADE

Por AE
Atualização:

Novak Djokovic

segue fazendo vítimas em

PUBLICIDADE

. Mas, depois da fácil vitória sobre Jo-Wilfried Tsonga, o sérvio sofreu para eliminar o canadense Milos Raonic nas quartas de final, nesta terça-feira. Em duelo equilibrado, o número dois do mundo hesitou na terceira parcial e teve dificuldade para fechar o jogo em 7/5, 7/6 (7/5) e 6/4.

Djokovic avançou à semifinal de Roland Garros pela quarta vez consecutiva, repetindo até agora a campanha do ano passado. Seu melhor resultado foi a final de 2012, quando foi superado por Rafael Nadal, atual octocampeão do torneio. Os dois poderão reeditar aquela decisão neste ano.

Djokovic enfrenta na semifinal o letão Ernests Gulbis, algoz de Federer Foto: Michel Spingler/AP

Com a torcida do tricampeão Gustavo Kuerten nas arquibancadas da Quadra Philippe Chatrier, Djokovic fez uma de suas partidas mais difíceis na competição. O sérvio sofreu com o potente saque de Raonic, autor de 21 aces, não conseguiu se impor no início da partida. Só conseguiu quebrar o serviço do rival no fim do primeiro set.

A segunda parcial foi ainda mais complicada. Confiantes no saque, os dois nem tiveram o fundamento ameaçado no set. Confirmaram seus games de serviço e levaram o duelo para o tie-break, quando a experiência de Djokovic fez a diferença.

Publicidade

E, depois de derrubar o canadense em um apertado sete, o sérvio deslanchou no terceiro. Sem maior resistência de Raonic, Djokovic emplacou duas quebras de saque seguidas e abriu 4/0. Parecia perto de um "pneu" quando o adversário resolveu acordar. Raonic devolveu uma das quebras e encostou no placar: 5/4. Mas Djokovic não se intimidou e não teve problemas para fechar o set e o jogo no game seguinte.

Poucos minutos antes do novo triunfo de Djokovic, o letão Ernests Gulbis surpreendeu novamente em Roland Garros. Depois de eliminar o suíço Roger Federer nas oitavas, ele despachou o checo Tomas Berdych por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/2 e 6/4, e avançou às semifinais de um Grand Slam pela primeira vez na carreira.

Para seguir sonhando no saibro de Paris, Gulbis agora tentará superar o próprio Djokovic, um dos favoritos ao título. Os dois já se enfrentaram cinco vezes no circuito e o letão só venceu uma vez, no piso duro, ainda em 2009. Em Roland Garros, eles duelaram em 2008 e o sérvio foi o responsável pela queda de Gulbis nas quartas, quando alcançou seu melhor desempenho em um torneio deste nível.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.