Infográficos

Cinema: ‘Era preciso sentir o calor olhando para a fotografia do filme’, conta Barreto

Em entrevista ao ‘Estado’, o diretor de fotografia de ‘Vidas Secas’ (1963) relembra de casos da produção e reflete sobre a imensa repercussão do longa na história do cinema brasileiro

Texto: Guilherme Sobota / Ilustração: Bruno Ponceano

25 Agosto 2018 | 12h07

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.