PUBLICIDADE

Para federação empresarial, reforma de Chávez é 'ato ilícito'

Governo da Venezuela reage a crítica da Fedecâmaras classificando documento como ato 'subversivo'

PUBLICIDADE

Por Agências internacionais
Atualização:
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.