‘Prompts’ poderosos: veja como obter respostas de sucesso no ChatGPT

Quanto mais detalhado for o comando, melhor o resultado

PUBLICIDADE

Por Alice Labate
Atualização:
4 min de leitura

O ChatGPT, criado pela OpenAI no ano passado, é um chatbot de inteligência artificial (IA) especializado em textos. O sistema simula uma conversa entre o usuário e a IA, onde é possível enviar prompts (comandos) para que ela crie qualquer tipo de texto, como currículos, críticas, receitas e até contratos.

A plataforma já não é mais uma novidade e vem sendo usada para tarefas cotidianas, tanto na vida pessoal quanto profissional dos usuários. Porém, com todas as habilidades do chatbot, é importante melhorar os comandos enviados para conseguir aproveitar ao máximo a ferramenta.

Pensando nisso, o Estadão separou algumas dicas de como fazer prompts (ou comandos) de sucesso e obter textos mais detalhados e personalizados. Confira a seguir.

Crie uma persona

Os prompts são os comandos que serão enviados ao ChatGPT para que a IA crie um texto da forma desejada. Portanto, quanto mais detalhados e específicos forem esses prompts, mais satisfatório será o resultado.

De início, é possível criar uma persona ou pedir para que o ChatGPT imite uma pessoa, como um escritor famoso ou ator. Por exemplo: se você deseja criar um relatório financeiro, comece com: “Escreva como um contador”. Ou se vai gerar um roteiro turístico, peça: “Escreva como um guia turístico”.

Continua após a publicidade

Isso é necessário porque a escolha da persona tem impacto importante sobre o estilo, formatação e vocabulário da resposta oferecida pela máquina.

Defina a tarefa

Após definir a persona, é necessário especificar a tarefa que a IA terá que realizar, ou seja, o texto que ela vai produzir. Por exemplo, ao pedir um roteiro turístico, agora é a hora de especificar datas, cidades a serem visitadas, local de saída, destino e o que mais achar importante para a sua viagem.

Dessa forma, o prompt teria mais informações: “Faça um roteiro turístico para uma viagem de (X) em (X) saindo de (X) no dia (X) e retornando no dia (X). Escreva como um guia turístico”.

Defina o formato

É importante ter em mente o objetivo do texto para definir um formato a ele. É possível comandar que o ChatGPT crie o conteúdo em formato de lista, de texto corrido, de legenda, de newsletter ou até com um número máximo de caracteres.

Dessa forma, é possível enviar: “Faça o texto em formato de lista”.

Continua após a publicidade

Observações finais

Essa última etapa é opcional.

Será necessário estabelecer mais contexto e explicitar as restrições e exceções do seu texto. Nessa parte, geralmente são utilizados mais de um prompt para moldar o texto da forma que preferir.

Assim, ainda com o mesmo exemplo do roteiro de viagens, é possível dar o comando: “Inclua uma visita a (X). Depois, viajarei até (X) para visitar (X) nos dias (X)”.

Ainda é possível adicionar paradas, festas e outras atividades que serão realizadas durante a viagem, para que o ChatGPT consiga moldar melhor o seu texto.

Com essas observações finais, é possível refinar o conteúdo e definir a versão final.

*Alice Labate é estagiária sob supervisão do editor Bruno Romani

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.