PUBLICIDADE

Google compra startup de realidade aumentada seis anos após fracasso do Google Glass

A empresa deve ajudar no desenvolvimento de microLEDs para tecnologia de óculos de realidade aumentada

PUBLICIDADE

Por Redação Link
Atualização:
Google compra startup de hardware e pode voltar a investir em óculos de realidade ampliada Foto: Mike Blake / Reuters

Seis anos após o fracasso do Google Glass, o Google pode estar de volta ao desenvolvimento de óculo de realidade aumentada (RA). Segundo o site The Information, a empresa fechou a compra da startup Raxium. Fundada em 2017, a empresa trabalha desenvolvendo pequenos diodos que emitem luz para telas utilizadas em RA. 

PUBLICIDADE

O valor da negociação não foi divulgado, mas, segundo a reportagem, a Raxium teria sidoavaliada em US$ 1 bilhão pelo Google. A avaliação teria ocorrido mesmo sem a startup ter lançado um produto comercial, o que demonstra o apetite renovado da companhia no segmento. 

A Raxium deverá fabricar microLEDs para dispositivos de RA do Google. A tecnologia da empresa consegue produzir painéis de resoluções mais altas com consumo mais baixo de energia, dois dos principais problemas do Google Glass.

Os óculos de RA do Google foram aposentados em 2016, após críticas sobre a sua utilidade, falta de recursos e limitações tecnológicas, incluindo a resolução da tela e o consumo de energia. Também ajudou a derrubar o projeto o seu design, considerado “estranho” para ser absorvido ao vestuário das pessoas.

O interesse renovado do Google em tecnologias de realidade aumentada e realidade virtual não nasceu sozinho. Após o Facebook anunciar o direcionamento de seus negócios para o metaverso, o mundo da tecnologia entrou em uma corrida para a construção de universos virtuais que conversem com o mundo offline e vice-versa. Dispositivos de RA são peça fundamental nesse novo mundo. 

Além de Facebook e Google, Microsoft, Apple e até Snap estariam fazendo investimentos no segmento. As duas últimas já haviam feito aquisições de empresas que fabricam microLED para ajudar nos projetos de óculos de realidade aumentada. 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.