PUBLICIDADE

Nos EUA, Apple terá retorno de funcionários ao escritório em 15 de junho

Baseado em fases, o plano da empresa é voltar gradualmente e com restrições com o trabalho presencial de funcionários da sede da empresa em Cupertino, na Califórnia

PUBLICIDADE

Por Redação Link
No retorno, a fase 1 será bastante limitada, com restrições, uso de máscara e apenas alguns funcionários circulando pela sede Foto: John Taggart/The New York Times

A Apple avisou aos seus funcionários nesta semana que vai começar a primeira fase do plano de retorno ao trabalho na sua sede em Cupertino, na Califórnia. Segundo a agência de notícias Bloomberg, um memorando interno que circulou entre os funcionários avisa que a volta acontecerá a partir da próxima segunda-feira, 15 de junho. As atividades foram paralisadas em março, por conta da pandemia de coronavírus.

PUBLICIDADE

Na contramão de outras gigantes da tecnologia, a Apple planeja que parte de seus funcionários comecem a frequentar novamente os escritórios, em um retorno gradual que já acontece fora da Califórnia. Outras empresas seguem a linha de permanecer com seu pessoal em casa.

Recentemente, o Google afirmou que terá no máximo 30% de seus funcionarios trabalhando presencialmente neste ano e o Twitter determinou que parte de seus funcionários poderão trabalhar remotamente mesmo quando a pandemia acabar. O Facebook afirmou que vai adotar o modelo de home office e que planeja ter até 50% de seus funcionários trabalhando em casa em até 10 anos. No Brasil, o cenário também parece seguir o mesmo exemplo. Startups como QuintoAndar e Nubank liberaram o home office pelo menos até dezembro deste ano.

A volta da Apple, porém, deve seguir um modelo de restrições e novos comportamentos dentro da sede californiana. De acordo com o memorando, a fase 1 será bastante limitada, com a permissão da circulação de apenas alguns funcionários em dias selecionados da semana.

No controle, os empregados terão a temperatura monitorada e farão testes diários de saúde. Máscaras também serão exigidas e terão que ser usadas durante todo o tempo dentro da sede. O memorando ainda afirma que mais informações sobre o retorno ao trabalho serão divulgadas em breve. 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.