PUBLICIDADE

EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Tudo sobre o ecossistema brasileiro de startups

Opinião|Inteligência artificial está gerando uma revolução nas salas de aula

O futuro será moldado por aqueles que conseguirem harmonizar o melhor da inteligência humana com o poder da IA

PUBLICIDADE

Foto do author Felipe Matos

Ao fazer a transição do empreendedorismo e tecnologia para o mundo da educação, não esperava encontrar uma revolução silenciosa em andamento. A inteligência artificial (IA) está remodelando fundamentalmente a paisagem educacional, e como alguém com um pé em cada mundo, tenho uma perspectiva única sobre essas mudanças.

No Inteli, a faculdade de tecnologia onde trabalho, foi notável a diferença nas redações dos candidatos entre os processos seletivos de 2022 e 2023. O culpado? O advento de ferramentas de IA como o ChatGPT.

IA cria revolução na educação  Foto: Tiago Queiroz/Estadão

Os alunos agora usam IA não apenas para escrever redações, mas também para resolver exercícios e gerar código. Isso cria um novo desafio: como identificar o trabalho genuíno do aluno em meio ao conteúdo gerado por IA?

PUBLICIDADE

Na área de tecnologia, o impacto é ainda mais profundo. As IAs geram código com uma facilidade impressionante, levantando questões sobre como ensinar programação neste novo contexto.

Mas nem tudo são desafios. A IA oferece oportunidades incríveis para melhorar a educação. Professores podem preparar aulas mais envolventes e encontrar novas abordagens pedagógicas. Os alunos, quando orientados adequadamente, podem usar a IA como uma poderosa aliada de aprendizagem.

Publicidade

O futuro da educação provavelmente será um modelo híbrido, onde IA e educadores humanos trabalharão em sinergia. A IA pode lidar com tarefas repetitivas e personalizar conteúdo, enquanto os professores se concentram no que é mais valioso: inspirar, orientar e desenvolver o pensamento crítico.

Para os educadores, o desafio é adaptar métodos antigos de ensino e avaliação, focando menos na memorização e mais no desenvolvimento de habilidades como criatividade e resolução de problemas complexos. Para os alunos, é importante aprender a usar a IA como uma ferramenta, não como uma muleta.

A revolução da IA na educação está acontecendo agora e de forma muito rápida. Como alguém que transitou da tecnologia para a educação, vejo isso não como uma ameaça, mas como uma grande oportunidade de reinventar o ensino e a aprendizagem. O futuro será moldado por aqueles que conseguirem harmonizar o melhor da inteligência humana com o poder da IA, criando um sistema educacional mais eficaz e preparado para o futuro.

Opinião por Felipe Matos

CEO da Sirius, vice-presidente da Associação Brasileira de Startups e autor do livro 10 Mil Startups.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.