Divulgação
Divulgação

Novo espetáculo do Cirque du Soleil homenageia Michael Jackson

Première de 'Immortal' aconteceu no Canadá no último domingo, com mãe, irmãos e filhos do cantor na plateia

LEILA LEMGHALEF, REUTERS

03 de outubro de 2011 | 16h07

MONTREAL (Reuters) - A música, os passos de dança e a imaginação de Michael Jackson estão vivos outra vez no novo espetáculo do Cirque du Soleil, The Immortal World Tour, que estreou no domingo em Montreal em meio a gritos e uma ovação em pé, no começo de uma turnê norte-americana prevista para durar dez meses.

Tendo como imagem central a "Árvore das Doações" - um carvalho de 300 anos de idade que proporcionava paz e inspiração a Michael Jackson em seu rancho Neverland -, dançarinos revivem os figurinos e os passos de dança que foram as marcas registradas do cantor.

Acrobatas deslumbrantes voam entre imagens de galáxias do universo, ao som pulsante de 70 sucessos, fazendo o tempo voltar atrás até a época em que o Rei do Pop era um astro mirim no grupo Jackson Five.

A mãe de Michael Jackson, Katherine, seus três filhos, Prince, Paris e Prince Michael 2º (Blanket), juntamente com vários de seus irmãos, assistiram à première, no domingo, da produção de 60 milhões de dólares. É um dos maiores projetos autorizados pelos executores dos herdeiros de Jackson.

"Acho que é importante não apenas para o Cirque, mas para nossos fãs verem que apoiamos este trabalho também e queremos assegurar que ele captasse a essência do meu irmão. E isso foi feito", disse Marlon Jackson a repórteres, na companhia de seus irmãos Tito e Jackie.

Michael Jackson, que morreu em Los Angeles em junho de 2009 aos 50 anos de idade, era fã do Cirque du Soleil e assistiu ao primeiro show nos EUA do grupo de entretenimento canadense, em 1987, disse John Branca, um dos executores de seu espólio.

No espetáculo Immortal, a voz de Jackson vem diretamente de suas gravações master, mas a banda toca ao vivo e a música é ouvida em surround sound.

As faixas originais foram revistas para o show e serão lançadas como álbum em novembro, anunciou a gravadora Epic Records na segunda-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.