14 pessoas morrem em ataques aéreos na Faixa de Gaza

Mais de 20 pessoas ficaram feridas na região em dois dias de ataques, os mais violentos de 2012

Ricardo Gozzi, Agência Estado

10 Março 2012 | 10h33

Pelo menos 14 pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas em dois dias de ataques aéreos de Israel contra a Faixa de Gaza em meio aos mais violentos choques na região em 2012, segundo fontes médicas palestinas.

Israel já executou oito ataques aéreos contra Gaza entre a noite de ontem e a manhã de hoje, segundo moradores de Gaza. Adham Abu Salmiya, porta-voz da secretaria de saúde de Gaza, disse que pelo menos 14 pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas, entre milicianos e civis.

A violência começou ontem, quando o exército de Israel atacou e matou Zuhair Al-Qaissi, um líder miliciano que, segundo militares israelenses, estaria planejando um ataque e era suspeito de envolvimento na captura de um soldado israelense cinco anos atrás.

Em retaliação à execução extrajudicial de Zuhair Al-Qaissi, milícias palestinas radicadas em Gaza passaram a disparar foguetes em direção ao sul de Israel. Até o meio-dia de hoje (hora local), milicianos palestinos haviam disparado 92 foguetes na direção de Israel, informou uma fonte militar. Uma pessoa ficou gravemente ferida nos disparos palestinos.

O grupo islâmico Hamas, que governa a Faixa de Gaza, acusou Israel pela conflagração, mas assegurou que seu braço armado não está participando dis disparos de foguetes. Israel, por sua vez, diz que considera o Hamas responsável por qualquer ação proveniente de Gaza. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Israelpalestinos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.