15 coisas imperdíveis no país

Hilary Biller,

22 de abril de 2010 | 15h49

Biltong. Longas tiras de carne seca e fatiada populares entre os sul-africanos

 

Uma maneira deliciosa de conhecer um país é pela sua comida. Em pouco mais de 300 anos, a comida sul-africana evoluiu em uma mistura de diferentes sabores, que é o reflexo das várias culturas desta "Nação Arco-íris". Nenhuma visita seria completa sem experimentar uma miríade de gostos. E aqui estão alguns deles, uma amostra do que há de melhor e imperdível na África do Sul.

 

BILTONG

Um dos lanches favoritos da África do Sul, o biltong é feito de longas tiras de carne marinadas - de um dia para o outro - no vinagre com sal e coentro e depois penduradas ao ar livre para secar. Não muito diferente do jerked beef americano, o biltong é muito mais condimentado. Pode ser encontrado em quase todas as mercearias do país, embalado, mas o melhor está nos pequenos açougues independentes de toda a África do Sul. É preciso ter uma faca bem afiada para cortar lascas de biltong, que pode ser seco ou úmido, dependendo do tempo de secagem ao ar livre. Aliás, nenhuma competição esportiva na África do Sul é completa sem um pacote de biltong.

 

Groenkloof Butchery

53 george storrar drive, groenkloof centre, pretória, 00/xx/27/12/460-6449

Uikyk Butchery

165 the boulevard street, silverton, pretória, 00/xx/27/12/804-3280

 

 

QUEIJOS ARTESANAIS

Nos últimos dez anos houve um aumento no número de produtores de queijos de fazenda na África do Sul. Apesar de o queijo ser produzido em todas as províncias do país, com métodos tradicionais, a maioria desses pequenos produtores fica no Cabo Ocidental e no Cabo Oriental. E muitos desses queijos são vendidos diretamente nas fazendas, onde há, inclusive, degustações. Mas os queijos também são encontrados em mercados e empórios especializados, além de fazerem parte do cardápio dos maiores restaurantes sul-africanos.

 

Cheese Gourmet

Tem, talvez, a maior variedade de queijos artesanais do país. bons preços, escolhas excelentes e ainda a chance de saborear uma xícara de café 71, 7th street (esquina com 3rd avenue), linden, johannesburgo, 00/xx/27/11 888-5384

 

Fairview Cheese and Wine

Fazenda famosa por suas cabras, queijos e vinhos. tem queijos premiados e pães au levain de alta qualidade, além de ampla variedade de carnes frias suid-agter paarl road, suider-paarl - província do cabo, 00/xx/27/21/863-2450

 

 

BOEREWORS

Esta linguiça de fazenda, feita com uma longa tripa preenchida com carne de vaca e de porco, é condimentada com sementes inteiras de coentro, noz-moscada, pimenta-da-jamaica e vinagre. É sinônimo de churrasco sul-africano, a maneira favorita de se divertir, em que a carne é preparada sobre a chama viva. A boerie roll (linguiça caseira) é comida de rua por excelência, preparada na grelha de churrasco e coberta com molho de tomate. Versão mais fina da boerewors é a seca, preparada com um método semelhante ao do biltong e vendida como droewors.

 

 

PÃO

 

iIe de pain

Vale ir à thesen island, em knysna, para conhecer uma das melhores padarias-butique da áfrica do sul, a ile de pain, onde marcus farbinger prepara uma seleção de pães sem nenhum conservante, assados em forno a lenha. além disso, farbinger vende doces e suas criações de chocolate são divinas.

 

The broatshed

Thesen island, knysna, the garden route, 00/xx/27/44/302-5707

 

Bread and Wine

Casa do mestre charcutier neil jewell e sua mulher, tina. lá se produzem pães de qualidade suprema.

 

Moreson Wine Farm

Happy valley road, franschhoek, província do cabo, 00/xx/27/21/876-3692

 

 

BUNNY CHOW

A cidade costeira de Durban, renomada por sua grande população indiana, é famosa por seus curries e pelo bunny chow, uma invenção da culinária KwaZulu Natal. Um pão branco comum, do qual foi retirado o miolo, é recheado com carne de vaca, ovelha, ave ou legumes ao curry. O original teria sido inventado pelo restaurante vegetariano CG Kapitan, de Gray Street, em Durban. Todos os anos a cidade de Durban sedia uma competição para premiar o melhor bunny chow.

 

 

 

LAGOSTA E CAMARÃO DO CABO

Considerados os reis da comida sul-africana, esses grandes crustáceos são abundantes nas águas da costa oeste do Cabo. A duas horas de carro, partindo da Cidade do Cabo pela costa oeste, fica a cidade costeira de Lamberts Bay. Famosa por suas longas praias de areia branca, é a meca do camarão do país. Fora da cidade há o Muisbosskerm, um dos mais famosos restaurantes à beira-mar, especialmente por seus camarões assados na brasa.

 

Muisbosskerm

Elands bay road, west coast, província do cabo, 00/xx/27/21/880-0496

 

 

CHOCOLATE E VINHO

A Waterfood Wine Estate, fabricante de excelentes vinhos, oferece uma combinação especial de vinho e chocolate para degustação. O chocolatier Richard von Geusau, da Von Geusau Chocolates, na aldeia de Greyton, no Cabo, criou uma variedade de chocolates que harmonizam com os vinhos do vinicultor Kevin Arnold. A dupla desenvolveu uma experiência única em sabores. Não esperem chocolates comuns, porque as combinações inusitadas com os vinhos têm um conceito extraordinário.

 

Waterford Wines

Blaauwklippen road, helderberg, stellenbosch, 00/xx/27/21/880-0496

 

 

MERCADO DE PRODUTORES

A cultura dos mercados de alimentos vendidos diretamente pelos produtores está ganhando popularidade em todo o país. Neles é possível encontrar alguns dos melhores produtos sul-africanos e alimentos não industrializados.

 

Stellenbosch Fresh Goods Marker

Oude libertar estate, oude libertas road, stellenbosch. aberto aos sábados das 9 às 14 horas, 00/xx/27/21/886-8514

 

Wild Oats Market

corner n2 & jan van riebeeck street, sedgefield, garden route. sábados, das 7h30 às 11h30, 00/xx/27/44/883-1177

 

 

CORDEIRO DE KAROO

Criado no clima árido do Karoo, o cordeiro dessa região é um dos melhores do país. Sua carne tem sabor distinto, de ervas típicas da vegetação do Karoo. O pernil rende um assado delicioso e as costeletas são excelentes quando assadas na brasa. Outra especialidade sul-africana são as soutribbertjies, as costelas salgadas de cordeiro assadas na brasa até ficarem crocantes. Os cortes para guisados são usados para fazer outro prato favorito sul-africano, o potjiekos, em que a carne é cozida lentamente em caldeirões de ferro presos a tripés.

 

 

KOEKSISTERS

É um doce excessivamente doce feito de massa frita e depois mergulhada num xarope gelado. Essa especialidade africâner de origem holandesa é crocante por fora e suculenta por dentro. Os malaios do Cabo fazem outra versão, mais redonda, mais fofa e mais condimentada. A rede Woolworths, uma das quatro maiores redes de supermercados do país (leia à página 7), tem uma versão excelente do doce.

 

Compass Bakery

Heron park, kommertjie road, kommertjie, cidade do cabo, 00/xx/27/21/783-4102

 

 

LARVAS DE MOPANE

Apanhadas pelas tribos rurais negras, as larvas da árvore mopane são gostosas e muito nutritivas - embora quem nunca as provou as ache borrachudas e desagradáveis. Com a crescente popularidade da comida étnica, as larvas de mopane agora aparecem nos cardápios dos restaurantes, preparadas de várias maneiras. Também podem ser compradas em mercados informais, em porções medidas numa caneca.

 

 

NYAMA

Nyama é um termo africano que se refere à carne assada na brasa. Antes de ir ao fogo, é temperada com sal e tradicionalmente servida com pap (uma "papa" de milho consistente e que é um dos principais pratos da África do Sul e de outros países africanos) e um molho de chakalaka (mistura de cebola, cenoura, pimenta-verde e repolho fritos com pimenta). O nyama é um dos pratos de rua mais populares da África do Sul e pode ser encontrado no centro de grandes cidades, como em Sauer Street, Soweto e Alexandria Township, em Johannesburgo.

 

 

AVESTRUZ

A ave é encontrada na região de Oudsthoorn no Cabo Oriental, onde foi domesticada para fornecer penas aos mercados europeus. Hoje, o avestruz é muito procurado por sua carne saborosa, considerada uma das mais saudáveis pelo baixo teor de gordura. Muitas fazendas em Oudsthoorn estão abertas à visitação pública. E é possível comer pratos feitos com carne de avestruz em restaurantes de todo o país. Entre as especialidades, está o bife de avestruz. Com a carne seca da ave, faz-se também um excelente biltong.

 

 

AZEITE DE OLIVA

Uma indústria relativamente nova na África do Sul começa a produzir azeites de boa qualidade. As oliveiras crescem bem nas terras vinícolas do Cabo, onde há muita produção de azeitona. Algumas marcas que merecem destaque são a Morgenster, The Olive Shed, Vesuvio, Willow Creek e Kloovenburg.

 

 

UMNGQUSHO OU GNUSH

Especialidade do Cabo Oriental, é feito com samp (milho seco, descascado e moído) e feijão (também seco). Tido como o prato favorito de Nelson Mandela, o samp e o feijão são postos de molho na noite anterior e levados ao fogo lento para cozinharem em água com sal. Extremamente nutritivo, é um prato simples, um dos principais da dieta sul-africana. Tradicionalmente, costuma ser servido em festas de casamentos e em funerais.

 

* Hilary Biller é editora de gastronomia do Jornal Sul-Africano Sunday Times

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.