15.ª Feicorte terá, até sábado, mais 13 leilões

Feira começou ontem no Centro de Exposições Imigrantes, na capital, com a participação de 4 mil animais

O Estado de S.Paulo

17 de junho de 2009 | 02h43

Mesmo com um número menor de leilões este ano - 15 ante 19 no ano passado -, a expectativa dos organizadores da 15ª Feira Internacional da Cadeia Produtiva da Carne (Feicorte) é atingir o mesmo volume de negócios de 2008, algo em torno de R$ 10 milhões. A feira começou ontem e segue até sábado, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo (SP).

Hoje ocorrem quatro leilões. Às 19 horas, o 4º Leilão Prime Angus, promovido pela Casa Branca Agropastoril, Agropecuária Fumaça e Ponderosa Angus, ofertará 25 lotes, entre fêmeas, prenhezes e embriões. Às 20 horas, a Fazenda Farofa, a Novamata e a Fazenda Jóia da Índia realizam o Leilão Estrelas da Feicorte, de gado nelore PO. Estão programados, ainda, o Leilão Excelência Brahman e o 1º Leilão Nova Geração HB.

O 3º Leilão Wagyu Brasil, promovido pela Associação Brasileira de Wagyu, também será hoje, às 19 horas, com oferta de 19 lotes - 15 fêmeas e 4 prenhezes. Conhecida como kobe beef, a carne de wagyu tem alto teor de marmoreio, resultado de genética e sistema diferenciados de manejo e alimentação.

Amanhã, haverá quatro leilões. Às 13 horas, o Leilão Canchim/Santa Gertrudis ofertará 15 lotes de cada raça. Às 20 horas, haverá o Leilão Nelore Top 10% e o Leilão Nelore S/A, de gado PO. O Leilão Simental de Coração, também às 20 horas, promovido pela Casa Branca Agropastoril, Simental Terra Roxa e Convidados, terá 25 lotes de fêmeas.

Cinco remates vão ocorrer na sexta-feira. O Leilão Evolução Simbrasil, às 13 horas, ofertará 25 lotes - 24 fêmeas e 1 touro, o grande campeão nacional da raça que será julgado na feira. O Leilão Amigos Criadores terá 50 lotes de ovinos das raças santa inês e anglonubiana.

Às 20 horas, ocorrerá o Leilão Premium Simental, que ofertará 30 lotes de fêmeas. Às 20 horas ocorre o Leilão Modelos Guzerá. O 4º Leilão Parceiros do Senepol terá 40 lotes (fêmeas, aspiração, prenhezes e machos).

OVINOS

Além dos leilões, outro destaque da feira é o laboratório itinerante Cordeirão Móvel, desenvolvido pelo Sebrae-SP. Equipado com aparelhos de alta tecnologia e precisão, o Cordeirão permite o monitoramento da produção de ovinos por meio de exames de ultrassom. Um software avalia características da carcaça do animal, como área de olho de lombo, espessura de gordura subcutânea e marmoreio, em tempo real.

Segundo o Sebrae, o exame permite ao criador saber o número de dias necessário para que o animal obtenha o peso adequado para o abate.

 

Informações: www.feicorte.com.br.  

Tudo o que sabemos sobre:
AgrícolaFeicorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.